Notícias / Agricultura

16/12/20 às 10:04

Cursos do Senar fomentam a implantação de viveiro em Campinápolis

A iniciativa surgiu durante o treinamento de viverista em fruticultura ocorrido em outubro deste ano

Assessoria Senar/MT

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Cursos do Senar fomentam a implantação de viveiro em Campinápolis

Foto: Assessoria Senar/MT

Implantação de um viveiro em Campinápolis. Este é o resultado de uma parceria entre o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT), Sindicato Rural e Secretaria Municipal de Educação. A iniciativa surgiu durante o treinamento de viverista em fruticultura ocorrido em outubro deste ano.

Segundo o mobilizador Igor Vieira dos Reis, com a implantação do viveiro foi necessário solicitar mais um treinamento voltado para este setor. "Demandamos o treinamento de viveirista de essências florestais para auxiliar na capacitação dos participantes e na implantação do viveiro".

Este curso tem carga horária de 40 horas. O objetivo é ensinar os participantes a produzir mudas florestais nativas e exóticas para reflorestamento em áreas degradadas e para o plantio comercial.

Para o instrutor credenciado junto ao Senar-MT, Rafael Reginato Ávila, o treinamento surge com a ideia de destacar a importância das áreas florestadas, principalmente no setor mercadológico. "É importante qualificar os produtores para atender a demanda de produção de mudas para o mercado, que tende a crescer cada vez mais. E quem estiver alinhado às práticas ambientais e florestais poderá se beneficiar neste cenário".

Ávila acrescenta que o projeto do viveiro em Campinápolis atenderá as necessidades da região em relação as questões ambientais. "A ideia é atender uma demanda dos produtores rurais, da população em geral e estimular o plantio e revitalização de áreas degradadas do município".

Para Fabiana Lopes da Cunha, que participou dos dois treinamentos de viveirista, a capacitação auxiliará no cumprimento de leis ambientais e ensinará de que modo fazer. "Creio que de certa maneira, o curso nos faz ter essa consciência de como é importante reflorestar nossas propriedades".

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Luciano Vacari

Da enxada ao touch

Desde os anos 70 no Brasil, o agro brasileiro vem se desenvolvendo cada vez mais aliado com a ciência e a tecnologia, prova disso é a expansão da fronteira agrícola, a qual levou a soja ao cerrado, um bioma não...

 
 
 
 
Sitevip Internet