Notícias / Agricultura

27/01/23 às 08:53

LAVOURAS HI-TECH: Como a tecnologia tem ajudado o agricultor na pulverização de precisão

Maquinário disponível no Brasil pelo Grupo Pivot já traz embarcadas ferramentas que aliam o uso de inteligência artificial e sistemas de piloto automático

Redação AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
LAVOURAS HI-TECH: Como a tecnologia tem ajudado o agricultor na pulverização de precisão

Foto: Assessoria

De inteligência artificial a maquinários com piloto automático, essas e outras ferramentas tecnológicas fazem parte dos modernos sistemas de pulverização agrícola. E essa é uma etapa importante para manter a saúde das plantas e combater as pragas e plantas invasoras, segundo o gerente corporativo de agricultura de precisão da Pivot Máquinas Agrícolas e Sistemas Irrigação, José Henrique Castro Gross.

“O período para a realização de pulverização varia de acordo com a região. Nos estados de Minas e Goiás, por exemplo, onde atuamos mais, vai de outubro a maio. Em geral, esse trabalho é feito nesse intervalo entre o plantio e a colheita”, afirma o especialista da Pivot, que também explica que a pulverização pode ser feita tanto de forma preventiva, quanto de forma remediada, ou seja, quando já há incidência de algum tipo de doença na lavoura. “Atualmente, a erva daninha é a grande vilã em todos os ciclos das principais culturas do País, como soja, milho, arroz e feijão”, acrescenta.

De acordo com José Henrique, já são usados no Brasil pulverizadores que trazem embarcadas ferramentas que são a última geração tecnológica neste segmento de maquinário. “Temos, por exemplo, a pulverização seletiva que é uma ferramenta que utiliza inteligência artificial, por meio de sensores com câmeras de alta resolução instalados na barra dos pulverizadores. Esse sistema faz a leitura da superfície do solo, identificando as plantas-alvo e garantindo a aplicação dos defensivos agrícolas somente no exato local onde for necessário”, explica o gerente.

A solução, que no caso da Pivot é fornecida por meio de uma parceria exclusiva com a empresa Eirene Solutions, desenvolvedora do sistema Save Farm, possibilita uma economia de até 95% nas aplicações de herbicidas, sem comprometer a eficácia dos resultados, segundo diz o especialista.

Mapeamento por drones

José Henrique explica, também, que um passo importante, antes do início da pulverização, é a realização do mapeamento de ervas daninhas e a medição do índice vegetativo das plantas. “Esse é um procedimento muito importante e que trará um diagnóstico da lavoura possibilitando um planejamento muito mais preciso da pulverização”. 

Para esse trabalho, o especialista da Pivot informa que já há tecnologias de última geração que garantem o máximo de precisão e produzem várias informações essenciais para tomadas de decisões. “Temos hoje, por exemplo, um sistema chamado DroneXPlorer, que nada mais é do que o uso de drones especializados para mapear, monitorar e gerenciar as lavouras. Esses equipamentos sobrevoam as propriedades e captam imagens em altíssima resolução, permitindo a entrega de uma série de serviços e relatórios agronômicos exclusivos, que auxiliam nas tomadas de decisões, não só no momento de pulverização, mas também nas etapas de plantio e colheita”, afirma Gross.

Outra tecnologia, usada há mais tempo no agro brasileiro, são os equipamentos com piloto automático - sistema presente não só em pulverizadores, mas também em tratores, colheitadeiras e plantadeiras. “Essa é uma tecnologia que auxilia o produtor a otimizar as operações de seu maquinário, em diferentes culturas e em qualquer condição de terreno ou clima. No caso da pulverização é importante ter um piloto automático sempre bem calibrado e manter cuidados diários na limpeza dos bicos, tanque de produtos", detalha.

Mas mesmo com esse arsenal tecnológico disponível para o trabalho de pulverização agrícola, o especialista da Pivot lembra que ainda sim é necessário o acompanhamento de um engenheiro agrônomo. “É essencial o acompanhamento desse profissional, até para que esses equipamentos de alta precisão sejam de fato bem utilizados e entreguem a segurança e produtividade que são capazes de oferecer”, acrescenta José Henrique.

 
  • LAVOURAS HI-TECH: Como a tecnologia tem ajudado o agricultor na pulverização de precisão
  • LAVOURAS HI-TECH: Como a tecnologia tem ajudado o agricultor na pulverização de precisão

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Juacy da Silva

Vamos cuidar melhor da nossa 'Casa Comum'?

“Quando os seres humanos destroem a biodiversidade na criação de Deus, quando os seres humanos comprometem a integridade da terra e contribuem para a mudança climática, desnudando a terra de suas florestas naturais...

 
 
 
 
Sitevip Internet