Notícias / Nacional

08/01/21 às 07:37

Pesquisa destaca quem mais compra do Brasil

Números se referem ao terceiro trimestre de 2020

Eliza Maliszewski

Agrolink

Imprimir Enviar para um amigo
Pesquisa destaca quem mais compra do Brasil

Foto: Aprosoja Brasil

Um levantamento apurou quem foram os mais assíduos parceiros comerciais do Brasil no terceiro trimestre de 2020. Os que mais compraram produtos brasileiros são a China, os Estados Unidos e a Argentina. Os números constam no relatório Descartes DatamyneTM, que contempla o maior número de análises sobre produtos, praças e mercadorias de 230 países em cinco continentes.

A China é disparado o melhor comprador. O país recebeu 35,21% do total comercializado pelo Brasil no mercado internacional, o que significa montantes da ordem de US$ 19,4 bilhões. Historicamente, a China é o país que mais compra do Brasil: em 2019, respondeu por 27,76% do total exportado (US$ 16,3 bilhões), e em 2018, por 27,48% (US$ 17,4 bilhões). O maior volume se refere à commodities como grãos e proteínas.

Em segundo lugar estão os Estados Unidos com volume de 9,29% do total exportado no terceiro trimestre (US$ 5,1 bilhões); em 2019, o país respondeu por 12,38% do total (US$ 7,2 bilhões) e, em 2018, por 11,89% (US$ 7,5 bilhões). 

Em terceiro lugar aparece a vizinha Argentina, que no terceiro trimestre comprou 4,06% das exportações brasileiras (US$ 2,2 bilhões). O país latino também mantém posição histórica no ranking, já que em 2019 atingiu a marca de 4,13% das exportações partindo do Brasil (US$ 2,4 bilhões), e em 2018, de 5,43% (US$ 3,4 bilhões).

Completando a lista dos dez maiores compradores aparecem, em ordem crescente, Países Baixos (Holanda), Cingapura, Chile, Espanha, Panamá, Alemanha e México. Juntos estes dez países somaram US$ 55,2 bilhões.

Já em relação aos produtos mais vendidos a liderança é da soja.  A oleaginosa aparece com um volume de US$ 2,7 bilhões; o ferro, com US$ 18 milhões; óleo bruto de petróleo e minerais betuminosos, com US$ 16,5 milhões; açúcar, com US$ 5,9 milhões e carne bovina, com US$ 5,4 milhões.  

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

José Sarney

A furna da Marruá

Bobbio dizia que a velhice era muito boa e cheia de encantos, o maior deles o gosto de matar saudades. Mas eu acho que o divertimento maior da velhice é o espaço de contar histórias, bom para encher e passar o tempo. As...

 
 
 
 
Sitevip Internet