Notícias / Internacional

08/04/20 às 22:24 / Atualizada: 08/04/20 às 23:16

Assunção Paraguai - Despedida de Ronaldinho Gaúcho da cadeia teve churrasco e choro

sportlight.home.blog

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Assunção Paraguai - Despedida de Ronaldinho Gaúcho da cadeia teve churrasco e choro

Foto: sportlight.home.blog

A despedida na última terça-feira de Ronaldinho Gaúcho da Agrupación Especializada, onde ficou preso há 32 dias no Paraguai, foi marcada por um churrasco entre os presos e muito choro.
 
A reportagem apurou que, assim que deixou o tribunal, Ronaldinho e Assis, seu irmão mais velho, voltaram à prisão para se despedir dos colegas. Foram recebidos com um churrasco. Participaram e depois disseram adeus, prometendo visitá-los novamente antes de voltar ao Brasil.
 
Brasileiros vão deixar a prisão, mas precisam seguir ordens© Fornecido por ESPN Brasileiros vão deixar a prisão, mas precisam seguir ordens.

Quem acompanhou, disse que muitos presos choraram emocionados.
 
O pedido da defesa de Ronaldinho e Assis para prisão domiciliar foi aceito na terça-feira após pagamento da fiança de 1,6 milhão de dólares (R$ 8,37 milhões na cotação atual) através de uma conta pessoal de Ronaldinho (800 mil dólares de cada um). 

A dupla apresentou o Hotel Palmaroga, no centro histórico da capital, como o local da prisão domiciliar. Tanto Ronaldinho quanto Assis acreditam que em breve serão liberados.

Acreditam que precisam aguardar agora o fim da quarentena pela pandemia do coronavírus. A defesa entende que a Justiça paraguaia não tem nenhuma acusação contra eles.

Assis já se mostrou mais animado após um mês que, segundo relatou para pessoas próximas, foi “muito difícil e complicado”. Ele também acertou uma visita dos pais ao hotel assim que as fronteiras entre Brasil e Paraguai foram reabertas, após a quarentena.

Todo o encaminhamento do caso é acompanhado e monitorado pelo Barcelona, clube em que Ronaldinho jogou e chegou a ser embaixador.

Os irmãos Assis estão no Paraguai desde 4 de março, quando participariam de eventos promovidos pela empresária Dalia López. Eles apresentaram documentos (certidão e passaporte) falsos na chegada ao país e por isso foram presos em 6 de março.

A defesa da dupla já havia tentando em outras três oportunidades a prisão domiciliar e/ou a liberdade de ambos, mas os pedidos tinham sido rejeitados.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Estrada Iluminada - Espada de são jorge, pimenta, ferradura...

Para quem não conhece como funcionam as energias, pode ser pego de surpresa por alguns acontecimentos, afinal não é porque não acreditemos em certas coisas que elas não...

 

Enquete

Quem você gostaria que fosse o próximo presidente do Brasil

 
 
 
Sitevip Internet