Notícias / Curiosidades

03/10/19 às 14:12 / Atualizada: 03/10/19 às 14:19

Dicas para diminuir os riscos de falhar no seu negócio

Aline Matos

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Se você está indo para abrir seu próprio negócio, tenha em mente que esta decisão pode trazer-lhe lucros, mas também alguns riscos. Dizemos-lhe como evitar o fracasso.

Pensar em criar uma empresa é algo que muitos de nós desejamos, pois pode ser o bilhete para a independência financeira, mas há também o risco de enfrentar um colapso.

Em primeiro lugar, é preciso saber que, em média, 8 em cada 10 empresas falham nos primeiros 2 anos de funcionamento. Talvez isso seja muito comum, porque as pessoas começam seus negócios focando apenas na ideia criativa que têm.

Você tem que pensar que não pode necessariamente desistir de um emprego estável quando confrontado com a promessa de que a nossa ideia será bem sucedida e rentável porque é um negócio que ainda não foi testado. 

Há momentos em que um negócio é lucrativo e cresce -em primeiro- e nós ficamos empolgados, mas depois ele estagna e não cresce mais.

Para tentar ajudar aqueles que têm as intenções do espírito empresarial, compilei uma lista de pareceres de peritos na matéria:


Como minimizar o risco de falhar com o seu negócio

Quem tem um negócio precisa de se munir de
ferramentas para vender mais. Além disso é preciso ter alguns cuidados extra. Veja as nossas dicas de seguida. 

1 – Tenha um plano de negócios
Faça o seu plano de negócios, isto não só inclui a ideia criativa, mas você deve investigar o custo de estabelecer o negócio (aluguel ou compra de local, maquinaria, imagem, publicidade), salários, licenças, custo de serviços, custo de segurança e seguro, ver o quanto há concorrência na área (pesquisa de mercado), e comparar produtos ou serviços similares na área (conhecer a concorrência).

2 – Tenha um fundo de emergência
Tal como no orçamento familiar, também para o seu negócio deve ter um fundo de emergência que lhe permita pagar todas as despesas da empresa durante um mínimo de 3 meses.

3 – Faça tudo conforme a lei
Seja uma empresa legalmente constituída e abra uma conta bancária para que desta forma, juntamente com um bom histórico de crédito, seja fácil aceder aos créditos que necessita.

Aliás, existem fornecedores que podem
patrocinar ou financiar diretamente coisas como as coberturas do seu negócio, pintura, mobiliário, etc.

4 – Não misture as contas
Lembre-se de que as suas contas pessoais não são despesas da sua empresa e vice-versa, por isso separe as contas. Neste sentido, seja disciplinado com o dinheiro e cumpra os seus compromissos de pagamento.

5 – Faça uma análise prévia
Se você quiser transferir uma empresa, primeiro inspecione o fluxo de dinheiro que a empresa tem, tanto a renda quanto os pagamentos, saldos e dívidas. 

Com esta análise você poderá ver quanto custa a operação diária, quanto é destinado ao investimento e poderá contar com um bom controle sobre os fluxos de caixa do seu negócio. Esta é a chave para que não tomes uma má decisão.

Conhece o programa de TV "El Socio"? Bem, você saberá que há sempre recomendações para otimizar os processos, a qualidade e o atendimento ao cliente. Com isso você será capaz de economizar tempo e dinheiro, ser mais eficiente e ter clientes mais felizes e fiéis.

Seja inovador e um bom líder, assim você terá funcionários comprometidos e poderá desenvolver ideias que se traduzirão em mais negócios.


Resumidamente…
  • Avalia as características do mercado e, como empreendedor, tem vocação para lidar com elas
  • Evitar o risco consiste em realizar um planeamento adequado. Criar um plano de negócios que inclua uma análise do mercado (clientes, fornecedores e concorrentes) e a estrutura necessária (física e pessoal). Juntamente com esta informação, estuda a viabilidade económica e financeira do futuro negócio. Quanto tempo vai demorar?
  • Alocar recursos de acordo com o planejamento e evitar tomar decisões baseadas em emoções, como gastar mais do que deveria
  • Procure parceiros e investidores para reduzir riscos: você não precisa fazer tudo sozinho
  • Faça um bom plano de marketing para mostrar ao público "quem é que veio". Criar uma marca e identidade visual relevantes para o seu conceito de negócio
  • Procure diferenciar a sua empresa da concorrência. Fazer produtos novos, remodelados ou não convencionais atrairá a atenção do público. Isso vai gerar negócios
  • Ouça atentamente as avaliações e reclamações de clientes, fornecedores, vizinhos e amigos. Processe essa informação e decida se atrever a atender a muitas das necessidades e deficiências que você identificou durante as conversas
  • Seja você mesmo o "vendedor" do seu produto/serviço. Seu papel no negócio não importa, mas eu sei, antes de tudo, quem tem contato com o cliente e faz negócios
E então, será que já está pronto para abrir seu negócio? 
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Fernando Rizzolo

New Deal no Brasil

Bairro simples da periferia. O cheiro de café ainda estava pela cozinha e transpunha a sala com móveis simples, um sofá velho e uma antiga televisão que tinha em cima dela algumas xícaras, daquelas que têm o...

 

Enquete

Se a eleição para presidente tivesse Jair Bolsonaro e Sérgio Moro como candidatos, em quem você votaria?

 
 
 
Sitevip Internet