Notícias / Governo de MT

08/10/15 às 15:42

CHOQUE DE GESTÃO: Estado economiza R$ 34 mi em combustível de maquinários da Sinfra

Simone Ishizuka

Assessoria/ Sinfra

Imprimir Enviar para um amigo
O Governo de Mato Grosso economizou mais de R$ 34,3 milhões nos nove primeiros meses de 2015 somente no consumo de óleo diesel dos maquinários utilizados pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra). O montante representa uma redução de 85% em comparação ao mesmo período de 2014. Ou seja, o custo que antes era de R$ 40,2 milhões diminuiu para R$ 5,9 milhões. 

O combustível é utilizado pelos maquinários pesados das chamadas “Equipes Sinfra”, que dão manutenção nas estradas. Foram consumidos 13.164 milhões de litros no ano passado, enquanto que neste ano o consumo ficou em 1.773 milhão de litros. A melhoria na eficiência administrativa foi uma determinação do governador Pedro Taques, que desde o início do ano tem exigido cuidado especial com o dinheiro público. 

De acordo com o titular da Sinfra, Marcelo Duarte, a redução é resultado do planejamento estratégico focado no princípio da economicidade. “Promovemos já nos primeiros meses do ano um choque de gestão que tem demonstrado que estamos no caminho certo, melhorando a eficiência do trabalho prestado pela secretaria”. 

Recorde de junho 

Desde o início do ano, o governo gasta em média R$ 657.700,52 por mês com combustível. Já na antiga gestão eram utilizados R$ 4.474.122,04 no mesmo período. Ou seja, gastava-se anteriormente quase sete vezes o montante operado atualmente pela Sinfra. 

Conforme os números disponibilizados pela gerenciadora Saganews, empresa que fornece o balanço de gastos do executivo com combustível, o mês de junho foi o mais expressivo entre os últimos dois anos. Em junho de 2014 foram gastos mais de R$ 19 milhões com combustível, enquanto que em 2015 foram utilizados apenas R$ 700 mil no mesmo período. 

Gerenciamento 

Esta não é a primeira redução de gastos anunciada pela Sinfra este ano. No primeiro semestre foi divulgada uma economia em torno de R$ 180 milhões com 34 contratos de gerenciamento e supervisões de obras rodoviárias. Quando ainda se chamava Secretaria de Transporte e Pavimentação Urbana (Setpu), os gastos previstos giravam em torno de R$ 193 milhões, entre os contratos vigentes e aqueles que estavam prontos para serem assinados. 

Agora, pelos trabalhos de engenharia e gerenciamento das obras, a Sinfra irá pagar R$ 12.601.225,76 , bem abaixo do que era gasto em anos anteriores. A empresa foi contratada emergencialmente, por meio da dispensa de licitação. 
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Coronavírus. Fé. Deus é Justo!

Deixamos de direcionar nossas metas de evolução e crescimento no âmbito da moral, e pior ainda, nos preocupamos com coisas materiais que não nos levam a nada, a não ser nos dar prazer e encantamentos, exaltando...

 
 
 
 
Sitevip Internet