Notícias / Eleições

30/10/18 às 19:33 / Atualizada: 30/10/18 às 19:46

Bolsonaro quer doar R$ 1,7 milhão a hospital, mas lei eleitoral proíbe

Justiça Eleitoral afirma que lei obriga que valores arrecadados e não usados na campanha sejam transferidos ao diretório nacional do partido

R7 Notícias

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Bolsonaro quer doar R$ 1,7 milhão a hospital, mas lei eleitoral proíbe

Santa Casa diz que não recebeu qualquer doação do presidente eleito

Foto: Fábio Motta/Estadão Conteúdo - 6.9.2018

O presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL), disse nesta terça-feira (30) que pretende fazer uma doação milionária à Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora, onde ele foi atendido após ser esfaqueado. Segundo ele, trata-se de arrecadação de campanha que não foi gasta.

De acordo com a prestação de contas atualizada, a campanha presidencial do PSL arrecadou R$ 4,15 milhões (R$ 3,72 milhões por meio de financiamento coletivo) e gastou R$ 2,45 milhões, gerando uma sobra de R$ 1,70 milhão.

Ocorre que a legislação proíbe esse tipo de repasse desejado por Bolsonaro.

 
 
O TSE informou que "a legislação eleitoral não permite a doação, uma vez que as sobras de campanha devem retornar ao partido e o comprovante de transferência deve ser enviado junto com a prestação de contas à Justiça Eleitoral".

A Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora diz que tomou conhecimento da intenção de Bolsonaro pelas redes sociais, mas não foi comunicada oficialmente.

Um boato já havia circulado pelo Facebook, informando que o dinheiro fora recebido pela instituição de saúde, no entanto, o hospital desmentiu a informação.

O presidente eleito comentou a reportagem pelo facebbok:

"Nossa campanha custou cerca de R$ 1,5 milhão, menos que a metade do que foi arrecadado com doações individuais. Pretendo doar o restante para a Santa Casa de Juiz de Fora, onde nasci novamente. Acredito que aqueles que em mim confiaram estarão de acordo. Muito obrigado a todos!"

 
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Telma Cenira Couto da Silva

Considerações sobre o eclipse solar parcial de 2 de julho

Só por curiosidade, estou enviando a figura que fornece/forneceu  a informação COMPLETA sobre o eclipse solar de 2 de julho último. Acima, à esquerda há um marcador com o sinal + que aumenta o mapa...

 

Enquete

Você é a favor ou contra a greve dos professores de MT

 
 
 
Sitevip Internet