Imprimir

Imprimir Notícia

10/02/24 às 13:21

Corpos de pai e filho que atiraram um contra o outro em Querência são levados para velório no interior de São Paulo


Pai e filho morreram nessa quarta-feira, em Querência — Foto: Reprodução

Os corpos do pai e do filho que morreram após um atirar contra o outro, na zona rural de Querência, a 912 km de Cuiabá, na quarta-feira (7), foram transferidos para o interior de São Paulo, após a conclusão da perícia. A funerária responsável pelo translado informou que os corpos chegaram na cidade nesta sexta-feira (9).

Segundo a Perícia Oficial de Identificação Técnica (Politec), Reomar Pozena, de 47 anos, e Mateus Pozena, de 25 anos, eram naturais de São Paulo, mas tinham uma fazenda em Querência. A família optou por fazer o velório e enterro em Lourdes (SP). O sepultamento aconteceu no fim da tarde desta sexta.

 
Ainda conforme a Politec, os corpos foram preparados por uma funerária de Água Boal, com o apoio de um tio do jovem. O laudo da perícia deve ser encaminhado à Polícia Civil.
 
Segundo o delegado Dionys Zanotelli, não foi possível localizar testemunhas no local, mas a polícia acredita que, após uma briga entre os dois, o filho saiu da casa onde estavam e retornou armado com uma espingarda. No entanto, foi surpreendido com um tiro efetuado pelo pai, que já estava armado com outra espingarda.
 
Em seguida, Mateus revidou e disparou contra Reomar. Os dois não resistiram aos ferimentos e morreram no local.
 
As armas utilizadas no crime eram ilegais, segundo a polícia. Foram apreendidas, no local do crime, cinco armas, sendo duas registradas no nome do pai, mas todas com o registro vencido, e as outras três, incluindo as usadas no crime, ilegais.
 
O caso segue em investigação e a polícia tenta descobrir a motivação dos crimes.
Imprimir