Imprimir

Imprimir Notícia

30/12/23 às 12:23

Araguaia - Emerson Matheus usa experiência para vencer tempo

A experiência do técnico Emerson Matheus vai ser fundamental na preparação do Araguaia para a curta pré-temporada antes do início do Campeonato Matogrossense, dia 21 de janeiro, diante do Academia.

“Vamos ter muito pouco tempo, estamos numa expectativa da liberação das passagens aéreas. O que vou fazer é quebrar algumas etapas de preparação física, de avaliação, e tentar condicionar por intermédio do trabalho técnico. Minha proposta é sempre com muita intensidade, mas com duração não tão grande nos treinos”, explica Emerson.

O que o comandante do Araguaia sabe é que, na primeira semana, todo o elenco vai trabalhar em dois turnos e, dali em diante, em um período. “Reduzimos a carga com treinos de 1h15 e bastante descanso para chegar em 70% do condicionamento físico na estreia”.

O treinador entende que, diante da situação tardia da chegada dos jogadores, a parte técnica acaba sendo mais fácil colocar em prática. “Com uma semana acredito que tenham assimilado o que eu quero. São as cinco fases, organização ofensiva e defensiva, as transições defensivas e ofensivas e a bola parada. Então, se meu elenco tiver a ideia de como quero que se comportem com a posse de bola e a forma como vai reagir sem ela, aí fica mais fácil porque cada um já entende a função que tem que cumprir. Tudo em cima dessa experiência  que tenho, ao longo da minha carreira, de implementar essa metodologia aos jogadores”.

Sem a data de apresentação definida, o treinador se antecipa na preparação junto do preparador físico Vevé Santos. Matheus passou ao profissional o que ele pretende e, este, encaminhou aos atletas para que possam começar onde estão.

“Já passamos os trabalhos para que pudessem adiantar. Hoje são mais responsáveis, mais profissionais. Eles se cuidam na academia, com um amigo preparador físico. Nossa preocupação é com o percentual de gordura. De 26 atletas, acredito que cinco ou seis não cheguem de forma ideal e aí é trabalhar mais forte. Após uma avaliação criteriosa vamos ter uma noção exata da carga que podem  suportar para não acontecerem as lesões”.
Imprimir