Imprimir

Imprimir Notícia

25/09/23 às 10:55

Dr Eugênio, primeira-dama e governador visitam aldeia indígena afetada por incêndio em Campinápolis

O deputado Dr Eugênio de Paiva (PSB), a primeira-dama Virginia Mendes, o governador Mauro Mendes e a secretária de Assistência Social e Cidadania (Setasc), Grasielle Bugalho, visitaram a aldeia Santa Clara, em Campinápolis, no domingo (24/9). A aldeia foi atingida por um incêndio na sexta-feira (22/9) à tarde.

Ele agradeceu o empenho da primeira-dama Virginia Mendes, do governador e as secretarias, instituições de segurança pública, a Defesa Civil e demais autoridades pela ação rápida e conjunta no sábado e domingo a fim de atender a dor e sofrimento da aldeia Santa Clara. 

"Nós fizemos uma visita no domingo com a primeira-dama Virginia Mendes e o governador na Aldeia Santa Clara, em Campinápolis. O governador já tinha autorizado materiais e a força-tarefa envolvida foi levar para a aldeia no sábado. Foi uma visita de 10h30 até 13 horas", explicou o deputado. 

"Obrigado primeira-dama dona Virginia, governador Mauro Mendes, os secretário e todas as forças de segurança pública envolvidas nesse apoio de emergência", disse. "Uma força-tarefa do Governo do Estado foi mobilizada pela primeira-dama para a ajuda humanitária à Aldeia Santa Clara, em Campinápolis. Eles iniciaram o trabalho de deslocamento já no sábado", disse.

A primeira-dama Virginia Mendes explicou como foi feito o trabalho da força-tarefa. "Logo que falei com o deputado Dr. Eugênio, entrei em contato com o secretário Fábio Garcia (Casa Civil). Estamos organizando uma missão emergencial para atender o mais rápido possível nossos irmãos", contou a primeira-dama. "A secretária Grasielle agilizou tudo o que precisamos para atender neste primeiro momento, com as cestas de alimentos, kits de higiene e limpeza, cobertores e barracas", completou Virginia Mendes.

O deputado explicou que os vereadores de Campinápolis e o prefeito José Bueno Vilela acompanharam a visita no domingo à aldeia.


Materiais e pessoas envolvidas

O deputado relacionou os equipamentos e pessoas responsáveis pela ação emergencial. Sendo 7 agentes da Defesa Civil, 2 servidores da Setasc, 2 policiais militares. E os materiais para atender os indígenas, composto por 300 cobertores, 300 cestas básicas, 300 kits de higiene e limpeza, 300 peças de roupas diversas, 60 filtros de água e 5 barracas de lona.

Além de veículos para o deslocamento e apoio, como 1 "pick-up" da Setasc, duas "pick-ups" da Sesp, 1 caminhão baú da Defesa Civil e duas "pick-ups" da Defesa Civil.

"A força-tarefa envolve diversas instituições do governo, como Secretaria de Assistência Social e Cidadania (Setasc), Segurança Pública (Sesp), o Corpo de Bombeiros, a Unaf, a Defesa Civil e o Ciopaer passaram a atuar conjuntamente para diminuir o sofrimento da aldeia atingida pelo incêndio. Parabéns a todos pela solidariedade", descreveu o deputado Dr. Eugênio.
Imprimir