Imprimir

Imprimir Notícia

24/06/23 às 22:14

Instituto INCA leva projeto de combate às drogas a 20 mil estudantes do Vale do Rio Cuiabá

Inspirador, o projeto social e educativo “Gênesis Rap Nas Escolas” retorna em 2023 com o objetivo de alcançar 20 mil adolescentes de 40 escolas públicas da entre os municípios de Cuiabá, Distrito da Guia, Nobres, Jangada, Rosário Oeste e Acorizal, com palestra show de combate as drogas, utilizando a interseção da Cultura do Hip Hop, conduzido pelo rapper e agente cultural, Jorjão Oliveira, levando a mensagem marcada por uma história de dor e sofrimento no mundo das drogas. E nesta terça-feira (27.06), na semana Mundial de Combate às Drogas terá o lançamento oficial do projeto na Escola Estadual Liceu Cuiabano.
 
O projeto é uma realização do Instituto INCA - Inclusão, Cidadania e Ação, em rede com o Correalizador IGREC (Instituto Gênesis Rap nas Escolas), e conta com o patrocínio do Governo do Estado de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT), via emenda parlamentar impositiva do ex-deputado estadual Ulysses Moraes (@ulysses_moraes), e, em 2023, com o apoio fundamental do deputado estadual Beto Dois a Um que pretende estender o trabalho para os próximos anos, além da ONG Mundo Sem Drogas e da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).
 
“Esta é a primeira vez que realizamos o projeto para 20 mil alunos, por seis meses de intenso trabalho. Uma ação pertinente para os dias em que vimos as drogas cada vez mais presentes nas famílias, destruindo sonhos. Como é extremamente importante termos emendas parlamentares, como incentivo de projetos transformadores como esse. Nossa gratidão aos parlamentares e todos os envolvidos!”, destaca Jorjão.
 
O projeto social e educativo “Gênesis Rap nas Escolas” foi idealizado por Diógenes por Luiz de Oliveira, conhecido por Jorjão Oliveira, há 10 anos, e passa uma visão de vida e a realidade das ruas para dentro da sala de aula. Sem romantizar, o projeto fala sobre a criminalidade e o perigo das drogas para alunos das séries finais e do ensino médio.
 
Com um visual despojado e carisma, o estilo musical abordado nas palestras por Jorjão desperta a atenção dos alunos do começo ao fim das palestras, para a consciência em dizer não ao consumo de drogas lícitas e ilícitas, além de apresentar os problemas que elas causam.
 
As ações já começaram no município de Cuiabá, atendendo 1.750 alunos da rede estadual de ensino, na Escola Estadual Mario de Castro, lá no bairro Pedra 90, para 900 alunos; na Escola Estadual Barão de Melgaço (250 alunos), no bairro Bandeirantes; na Rafael Rueda (250 alunos), no Pedra 90; e na Agenor Ferreira Leão (350 alunos), no Tijucal.
 
O Rap Gênesis deve encerrar o mês com a palestra show na Tancredo de Almeida Neves (26.06), para 300 alunos, no bairro Jardim Leblon, após, segue para um grande encontro na Escola Estadual Liceu Cuiabano (27.06), no bairro Quilombo, região central de Cuiabá, para 1.000 alunos, e depois na Escola Estadual João Brienne de Camargo, no bairro Lixeira, para 700 alunos, nos dias 29 e 30 de junho.
 
O palestrante, que também é proponente do projeto, relata que já ouviu professores dizendo: "tenho dificuldade em fazer com que 30 alunos me escutem e vocês conseguem falar com a escola toda de uma vez só. Isso é muito bom."
 
Pensando também nos professores darem continuidade neste trabalho, estão sendo distribuídos, gratuitamente, kits informativos da Ong “Mundo Sem Drogas”, que tem sede na Califórnia, nos Estados Unidos da América, e representante no Brasil, em Uberlândia (MG).
 
O Dia Internacional de Combate às Drogas é comemorado no 26 de junho e tem por objetivo conscientizar a população a respeito de todos os problemas causados pelo uso de drogas, além de planejar estratégias que visam ao combate do uso e tráfico dessas substâncias. A data foi escolhida pela Organização das Nações Unidas (ONU).
 
Segundo a definição da Organização Mundial da Saúde, droga é qualquer substância não produzida pelo organismo que tem a propriedade de atuar sobre um ou mais de seus sistemas, produzindo alterações em seu funcionamento.
 
SOBRE JORJÃO OLIVEIRA
 
Nascido e criado no bairro Jardim Leblon, em Cuiabá, ex-aluno da Escola Estadual João Brienne de Camargo, o garoto inteligente da escola, que só tirava notas boas, aos 14 anos quis ser igual os “camaradas da quebrada”, na falsa ilusão de poder, fama e dinheiro.
 
A carreira de cantor de rap inicia em 1996, apresentando-se em escolas e em feiras de bairros da cidade de Cuiabá. Nesta época Jorjão ainda estava envolvido com o crime e com as drogas.
 
Nos anos 2000, formou um grupo de rap intitulado “Minutos Terríveis” e, no ano de 2001, com a gravação do CD intitulado “Agonia”, deu grande visibilidade para o grupo se tornando um dos grupos mais conceituados no Estado de Mato Grosso.
 
A ideia do projeto Gênesis Rap veio em 2012, após enfrentar consequências amargas pelas escolhas que fez, já em processo de recuperação desde 2011, começou a executar o trabalho na casa de tratamento de dependência química e álcool onde se tratou, no município de Goiânia, no Estado de Goiás”. Por lá ele promovia a recuperação e reintegração social de dependentes químicos, a fim de minimizar o impacto social causado pelo consumo de drogas, tais como: roubos, assassinatos, mortes de trânsito, brigas familiares, entre outros.
 
No ano de 2015, o projeto passou a desenvolver atividades de prevenção e conscientização no combate às drogas, promovendo e difundindo a cultura do Hip Hop, usando uma metodologia lúdica, com trilha sonora moderna e vídeos impactantes da vida real, o que garantia a participação, melhor aprendizado e a interatividade dos alunos.
 
O projeto rendeu três vídeos produzidos nesta casa de recuperação, que foram publicados no Youtube: “Gênesis Último Suspiro”; “Foi Deus que fez a Terra”; e “Derrama a Chuva em Nós”.
Imprimir