Imprimir

Imprimir Notícia

11/04/23 às 08:07

MT ganha 1.728 novas empresas no primeiro trimestre de 2023

O número de empresas abertas no primeiro trimestre de 2023 supera em 8% a quantidade de novos empreendimentos registrados de janeiro a março de 2022 na Junta Comercial do Estado (Jucemat). Foram 790 Microempreendedores Individuais (MEIs) e 938 empresas de pequeno a grande porte.

Os dados só reafirmam que Mato Grosso está com a economia em alta, em parte disso, incentivado pelo próprio Governo do Estado com desburocratização de incentivos fiscais, créditos aos empreendedores via Desenvolve MT e MT Garante, além de um cenário que favorece mais investimentos no Estado.

Conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o saldo de empregos formais de Mato Grosso no primeiro bimestre de 2023 foi de 19.478 postos de trabalho formais, ou seja, aqueles com carteira assinada. Foram 108.731 contratações contra 89.253 demissões entre janeiro e fevereiro.

Este é o melhor resultado proporcional do Brasil. Enquanto Mato Grosso teve resultado de 2,34% maior em relação ao mesmo período do ano anterior, a média nacional foi de 0,77%.

“Nós estamos vivendo uma situação de emprego para a população, investimentos por parte do setor privado incentivado em muito pelas políticas públicas costuradas pela gestão Mauro Mendes e, como diz o vice-governador Otaviano Pivetta, uma política de ‘fazimento’. Os dados da Jucemat e do Caged apontam o resultado de anos de trabalho e o rumo que o Estado vai seguir”, destacou o secretário de Desenvolvimento Econômico, César Miranda.

Além disso, o secretário destaca que obras estruturais tocadas pelo Governo como a construção de novos hospitais, pavimentação e restauração de rodovias, escolas públicas, entre outros setores como turismo, habitação, geraram milhares de empregos em Mato Grosso.
Imprimir