Imprimir

Imprimir Notícia

07/04/23 às 20:54 | Atualizada: 11/04/23 às 17:15

Cadela Adaga vendida por quase R$ 43 mil, é recordista em leilão raça Border Collie

Reconhecido o maior importador e exportador de cães da raça Border Collie da América do Sul, Rogério Figueiredo, dono do Rancho Avaré BC, sediado em Araçoiaba da Serra (SP), decidiu liquidar toda a matilha que formou ao longo de duas décadas de seleção na raça, iniciada com linhagens inglesas, escocesas e norte-americanas. 

Como já era esperado, pela qualidade genética nunca antes vista no mercado, houve grande disputa pelos lotes do leilão promovido ontem, 5 de abril, com organização do MF Leilões, pioneiro em transmissões de remates pela Internet e que cravou recordes para a raça.

Fabner Paulossi, do departamento de captação de clientes da MF Leilões, relata ter capitado lances de várias regiões, principalmente do Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Pernambuco, Ceará, Amazonas, Bahia e até mesmo da Finlândia e Uruguai. "Este leilão realmente entrou para a história do Border Collie no Brasil, atingindo preços inéditos", garante Paulossi.

Com apresentação de 12 lotes, o faturamento bruto do remate foi de quase R$ 255 mil. Além desse recorde, outra grata surpresa, tanto ao promotor quanto aos organizadores, veio da cadela Adaga R.D.H, que se sagrou recordista de preço em leilões da raça. Com a exuberância de sua pelagem marrom, considerada exótica e bastante apreciada no setor, ela foi arrematada por R$ 42.300,00 pelo criatório paulista
Haras Dallas.

Apesar de ter nascido no Rancho Avaré BC, fruto de uma parceria campeã, a cadela foi apresentada pelo criador Rafael Haddad, do Canil R.D.H, que tem o promotor Rogério Figueiredo como padrinho na seleção Border Collie. "Compramos a mãe de Adaga e planejamos, juntos, o cruzamento. Combinamos que eu ficaria com a matriarca e ele com toda a ninhada, logo após o nascimento. Mais do que vizinhos de porteira, somos grandes amigos. Fiquei muito feliz com a sua conquista", explica Figueiredo.

Em sua árvore genealógica, Adaga traz linhagens campeãs de prova nos Estados Unidos e também no Velho Continente, razão pela qual foi disputada, lance a lance, por 12 criadores. Na linha materna, por exemplo, tem sangue de Pepper, um dos poucos campeões brasileiros a competir no mundial da raça, e da cadela irlandesa Lass, finalista na Sheepdog Nursery Champion, a principal competição europeia de pastoreio.

Dentre todos os compradores, destaque a Junior Ribeiro, de Pernambuco, o maior investidor, adquirindo, praticamente, metade dos lotes. Desembolsou, para tanto, R$ 155 mil. Adquiriu, entre outros, Sanjay Avaré BC, um dos principais lotes, por R$ 37.200,00; Rayjay Avaré BC por R$ 29.700,00 e Capataz Avaré BC, R$ 24.000,00. 
Imprimir