Imprimir

Imprimir Notícia

18/01/23 às 09:31 | Atualizada: 18/01/23 às 09:43

Vereadores de Alto Araguaia aprovam férias e 13º para 2023; valor ultrapassa a casa dos R$ 270 mil

Nove dos 11 vereadores de Alto Araguaia aprovaram em Sessão Extraordinária na quarta-feira (21) antes do Natal a implantação de férias e 13º para os parlamentares a partir de 2023.

Por conta de uma reforma no prédio, a sessão não foi transmitida para o público.

Os valores chegam a mais de R$ 273 mil reais, somados, para todos os parlamentares da Casa de Leis. Para se ter uma ideia, com esse montante, o município poderia adquirir uma ambulância por ano, além de reformas em prédios públicos.

Para o valor total, foi feita a seguinte conta: no 13º, mais um mês de salário e verba indenizatória (VI). Os vereadores recebem R$ 6.900,00 de salário e R$ 4.500,00 de VI. Para as férias, além dos valores ditos, também um acréscimo de 30% sobre o valor do salário, ultrapassando os R$ 8 mil.

A folha salarial do ano inteiro, contando os 12 meses de salário, férias e 13º ficaria na casa de R$ 1,9 milhão.

Os parlamentares já contam com dois recessos anuais e agora passarão a ter direito a mais um mês de férias.

A favor votaram Mariana de Souza, Fabiano do Gás, Suzana Paniago, Marcos Nunes, Marilzan Nunes, Luizinho, Odair Ferruja, Marília Rabelo e Ricardo Barbosa. Os votos contrários vieram de Clodoaldo Fernandes e Silvio Maia.

Neste fim de dezembro, uma cidade mato-grossense passou por situação parecida. Em Barra do Bugres, a prefeita suspendeu o pagamento de Verba Indenizatória após o Tribunal de Justiça julgar inconstitucional a lei que instituiu os valores.

Matéria relacionada:
Setores da sociedade civil de Alto Araguaia repudiam implantação de 13º e férias para vereadores

 
Imprimir