Notícias / Curiosidades

05/04/17 às 16:16

Está pensando em reformar sua casa? Veja dicas para não ter dor de cabeça

Marina Fernandez

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Está pensando em reformar sua casa? Veja dicas para não ter dor de cabeça

Foto: Divulgação

De tempos em tempos, a reforma da casa pode ser uma necessidade ou um desejo de mudança – e também os dois aspectos simultaneamente. Acertar o piso, corrigir imperfeições e renovar o visual são ações importantes tanto em termos materiais quanto para o bem-estar do dia a dia.

Quando o ambiente está em ordem, funcionando corretamente e com valor estético agregado, a vida em si parece fluir mais fácil. Mas antes de iniciar qualquer obra, tenha em vista alguns pontos importantes para evitar arrependimentos no futuro.

1) Planejamento
Digamos que usar a intuição na hora de reformar a casa definitivamente não é uma boa ideia. Testar cores, tipos de piso e fazer alterações inesperadas pode gerar o dobro de trabalho e ter um resultado desastroso.
Por isso, faça um planejamento detalhado que inclua:
  • Tempo para a obra ser realizada;
  • Etapas a serem cumpridas;
  • Gastos envolvidos.
Em projetos mais elaborados, é essencial contar com a participação de um arquiteto. Por exemplo, remover ou fazer uma parede nova não é tão simples quanto parece. A estrutura da casa está em jogo e toda a alteração precisa ser bem fundamentada. No caso de mudanças nos ambientes sem alterações estruturais, um designer de interiores também é indicado.

2) Referências
O arquiteto pode levar muitas ideias para um cliente, mas, certamente, precisa saber o que ele deseja. Somente assim o resultado será satisfatório para ambos.

Há inúmeras revistas e páginas na internet que trazem projetos de todos os tipos, como, por exemplo, o AECweb, que conta com o maior acervo sobre arquitetura. Tome-os como referência, especialmente quando for conversar com os profissionais envolvidos e fazer o planejamento.

Além disso, há vários tipos de materiais que simulam opções mais caras e resultam em uma estética idêntica. Em vez de usar mármore, por exemplo, é possível incluir outra pedra mais acessível na sua reforma. O mesmo acontece com pisos e pastilhas.

3) Orçamento
Quando planejamento e projeto estiverem alinhados, é preciso rever cada detalhe levando em conta o orçamento. De certa forma, a elaboração do orçamento é um processo simultâneo às outras etapas.
Coloque na ponta do lápis ou em uma planilha todos os materiais necessários para a obra. Na sequência, entre em contato com uma série de fornecedores e registre os preços indicados por cada um deles.

Avalie também a possibilidade de desconto no pagamento à vista ou parcelado e sem juros, assim como uma possível redução no preço total se a compra for inteiramente realizada na mesma loja.
É importante que o orçamento tenha uma margem, pois, às vezes, é preciso adquirir mais material em alguma etapa da obra (cimento, tinta, entre outros).

4) Tenha um plano B
Apesar de todo o planejamento, mudanças no meio do caminho podem ser necessárias. Talvez, a dificuldade em encontrar o piso de determinada cor não valha tanto a pena, por exemplo.
Tenha um plano B também em termos de espaço. Dependendo da duração e da extensão da obra, sua família terá de se ausentar para não sofrer com os efeitos de tinta e poeira até a finalização.

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
 
Sitevip Internet