Notícias / Acidentes

27/04/16 às 09:30

Rio Juruena/Brasnorte - Criança de 5 anos cai de barco em passeio com avô e morre

Menino passeava com o avô quando se afogou no Rio Juruena. Avô tentou salvar a criança e também começou a se afogar.

Denise Soares Do G1 MT

Edição para Agua Boa News, Clodoeste Kassu

Imprimir Enviar para um amigo
Rio Juruena/Brasnorte - Criança de 5 anos cai de barco em passeio com avô e morre

Corpo de cirança foi encontrado pelo Corpo de Bombeiros

Foto: Bombeiros/Tangará da Serra

Uma criança de 5 anos morreu afogada no fim de semana durante um passeio de barco com o avô, no Rio Juruena, em Brasnorte, a 580 km de Cuiabá. De acordo com a Polícia Civil, o menino teria caído no rio depois que o avô, que pilotava o barco a motor, fazia uma manobra para retornar até a margem. Outra criança, de 12 anos, estava com eles e também caiu na água. Ela conseguiu nadar e se salvou, porém, o menino desapareceu na correnteza.

O corpo do garoto foi encontrado na manhã desta terça-feira (26) por uma equipe de mergulhadores do Corpo de Bombeiros. O afogamento ocorreu no final da tarde de domingo (24). Segundo o investigador da Polícia Civil de Brasnorte, Marlon França, a criança e o avô moram na Gleba São Bento, a 70 km do município. O avô é comerciante na região. A criança de 12 anos é filha da funcionária dele.

“A família passou a tarde inteira na margem do rio e, de acordo com o relato do avô, ele e as crianças ficaram o tempo todo usando colete [salva-vidas]. Na hora de irem embora as crianças já tinham tomado banho e estavam sem o colete, prontas para voltarem para casa. O menino pediu para dar mais uma volta. O avô, atendendo ao pedido do neto, foi passear novamente com eles no barco”, explicou o investigador.
 
De acordo com o policial, as crianças e o avô passearam novamente pelo rio e voltariam para as margens, momentos antes do acidente. “Ele [o avô] fez a volta em uma curva e as crianças caíram na água. O avô, desesperado, pulou para segurar as crianças no braço e começou a afundar e afogar junto [com as crianças]. Quando ele conseguiu subir a menina de 12 anos conseguiu nadar, mas o menino de 5 anos afundou”, disse França.

Conforme o relato do avô, eles não conseguiram voltar para o barco, que foi levado pelas correntezas. A família chamou a polícia e fez buscas, no entanto, a criança não foi encontrada naquele dia. Três mergulhares do Corpo de Bombeiros de Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá, foram chamados e iniciaram o procedimento de busca e resgate.

O corpo do menino foi encontrado a 8 km do local do afogamento e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Juína, a 737 km de Cuiabá. A Polícia Civil abriu um procedimento para verificar se houve algum tipo de delito no afogamento do menino.

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Juacy da Silva

A ECONOMIA DE FRANCISCO E CLARA II

“Os direitos trabalhistas nasceram das lutas solidárias do povo. Estão fundamentados na DOUTRINA SOCIAL DA IGREJA: O amor pelos pobres está no centro do Evangelho. Terra, teto e trabalho – isto pelo qual voces lutam...

 
 
 
 
Sitevip Internet