Notícias / Esportes

20/04/16 às 08:14

Jogos Escolares servem de instrumento de aprendizagem para os alunos

Em Nova Xavantina os estudantes competem numa região que foi crucial para o projeto Marcha para o Oeste, do presidente Getúlio Vargas

Marcio Camilo | Seduc-MT

ÁGUA BOA NEWS

Imprimir Enviar para um amigo
Jogos Escolares servem de instrumento de aprendizagem para os alunos

Marco Zero de Nova Xavantina, onde foi montada uma das principais base da Expedição Roncador-Xingu, em 1944

Foto: Marcio Camilo - Seduc-MT

Os Jogos Escolares da Juventude vão além de partidas, vitórias ou derrotas. Os estudantes que participam da competição são envolvidos num processo de aprendizagem natural e transformam os jogos em aulas de história, geografia e cultura.

Em Nova Xavantina (a 651 km de Cuiabá), por exemplo, onde é realizada a primeira etapa regional da competição, os estudantes se encontram num lugar histórico, que há 72 anos teve papel estratégico para o desbravamento do interior de Mato Grosso.

Foi por aquela região que chegaram, em 1944, os primeiros sertanejos da Expedição Roncador-Xingu, parte da política do Governo Getúlio Vargas para ocupar o Centro Oeste brasileiro, até então inóspito, místico e cheio das antigas lendas dos bandeirantes do Brasil colonial.

O estudante que tiver curiosidade vai descobrir que por ali passaram os irmãos Orlando, Cláudio e Leonardo Villas-Bôas, indicados ao prêmio Nobel da Paz por toda luta que eles empreenderam pela causa indígena em Mato Grosso, que culminou na criação da reserva indígena Parque Nacional do Xingu, na década de 1960.

A história conta que, até chegar ao Alto Xingu, no norte de Mato Grosso, os Vilas-Boas e outros sertanistas tiveram que passar pela região que hoje é o município de Nova Xavantina. Essas sertanistas, inclusive, foram os fundadores da cidade, no dia 14 de abril de 1944. Uma dessas figuras, de 87 anos, é Salomão Gomes de Souza, patrimônio vivo, que hoje mora em frente ao marco zero de Nova Xavantina.


Expedição teve que atravessar o Rio das Mortes para alcançar o Alto Xingu, onde foi criado o Parque Nacional do Xingu

Salomão tinha 18 anos quando foi convocado pelo Governo Federal para participar da Expedição Roncador-Xingu. “O coronel na época disse para mim: Salomão, você vai pro meio do mato, porque tá forte e novo. Então eu fui”, recorda o simpático senhor.

O regimento de Salomão começou a expedição no estado do Maranhão. Até chegar em Mato Grosso, na região de Nova Xavantina, Salomão percorreu 1.800 km a pé, no meio da selva fechada, roçando mato e com um rifle pesado nas costa. A epopéia pelo sertão brasileiro durou cinco meses.

Com relação aos índios encontrados pelo caminho, Salomão disse que não houve confrontos, pois os irmão Vilas-Boas, líderes da Expedição, estabeleceram um método pacífico para lidar com as tribos da região.   

Quando os sertanistas chegaram a região de Nova Xavantina, em 1944, os chefes da expedição perceberam que o local era um excelente ponto para montar uma base de apoio, devido a proximidade com o Rio das Mortes. Nessa época, os irmãos Vilas-Boas também abriram uma pista de pouso na região, que serviu de importante rota área para o Ministério da Aeronáutica e voos comercias fora do Brasil.  

Nova Xavantina, então se tornou a principal base da expedição no Rio das Mortes. Isso fez com que o presidente em pessoa viesse até o local acompanhar de perto os andamentos da Marcha para o Oeste. “O Getúlio Vargas esteve aqui e chegou a dormir na cidade, que na época era uma pequena vila. Então, Nova Xavantina é uma cidade histórica que foi crucial para o desenvolvimento do interior do estado de Mato Grosso”, afirmou o prefeito João Batista Vaz.  


Casa onde moraram os irmãos Villas-Bôas, em 1944. Imóvel precisando ser revitalizado com urgência

Outro ponto histórico é a casa onde moraram os irmãos Vilas-Boas em Nova Xavantina. Infelizmente, a residência está abandonada e deteriorada pelo tempo. O prefeito João Batista Vaz explicou que a residência é tombada, historicamente, por lei municipal, mas ainda não foi reconhecida pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). “E a prefeitura, sozinha, não tem recursos para reformar a casa”, comentou o gestor.

A pedagogia dos jogos

O coordenador geral dos Jogos Escolares em Mato Grosso, professor Manoel Fonseca, ressaltou o fator pedagógico da competição. “Por exemplo: ao viajar de uma cidade para outra, para competir, ele está aprendendo geografia. Ao fazer amizade com estudantes de outras cidades, ele está aprendendo uma cultura, um costume diferente. Ao visitar um monumento, num dia de folga dos jogos, ele vai aprender história”, citou.

O professor enfatizou que o processo de aprendizagem ocorre de maneira diferente para cada indivíduo. “Tem aluno que aprende anotando, outro observando. Já têm outros que gostam apenas de ouvir e fazer anotações em casa para fixar o conteúdo. Ou seja, o estudante que participa dos Jogos Escolares pode aprender sobre a cidade visitando os locais históricos, ouvindo as histórias de algum morador, ou até mesmo lendo uma reportagem sobre os jogos que estão sendo realizado no município”, reforçou Manoel.   

A competição regional, estadual e nacional

A primeira fase regional dos Jogos Escolares em Nova Xavantina começou no sábado (16), com a participação de 89 equipes de 31 municípios da região Leste de Mato Grosso. Os alunos competem nas modalidades de basquete, vôlei, futsal e handebol, nas categorias A (15 a 17 anos) e B (12 a 14 anos).  
Os Jogos Escolares em Nova Xavantina terminam nesta quarta-feira (20). Nesta sexta-feira (22) tem início a segunda regional do evento, que terá como sede a cidade de Paranatinga. Ao todo, os jogos contam com 10 fases regionais.

As equipes vencedoras das 10 regionais são classificadas para a fase estadual da competição. Os jogos ainda contam com a fase nacional, que neste ano será realizada na cidade de João Pessoa, no estado da Paraíba. 

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Juacy da Silva

A ECONOMIA DE FRANCISCO E CLARA II

“Os direitos trabalhistas nasceram das lutas solidárias do povo. Estão fundamentados na DOUTRINA SOCIAL DA IGREJA: O amor pelos pobres está no centro do Evangelho. Terra, teto e trabalho – isto pelo qual voces lutam...

 
 
 
 
Sitevip Internet