Notícias / Logística

06/06/24 às 12:13

Funai promete avaliar licenciamento de pavimentação da BR-242 até final de agosto

Jayme Campos afirma que população há muito vem esperando a pavimentação, considerada essencial ao desenvolvimento da região

Redação

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Funai promete avaliar licenciamento de pavimentação da BR-242 até final de agosto

As obras da BR-242 serão financiadas com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC)

Foto: Assessoria

A Funai se comprometeu a concluir a avaliação do componente indígena do Estudo de Impacto Ambiental, o chamado EIA/Rima, da BR-242 até o final de agosto. O compromisso foi firmado nesta terça-feira, 5, durante reunião da equipe técnica do órgão com o senador Jayme Campos (UB-MT), o deputado federal Coronel Assis (UB-MT); o representante do senador Wellington Fagundes (PL-MT); e o presidente da Comissão Permanente Pró BR -242, Odir José Nicolodi, o ‘Caçula’. 

A conclusão dos estudos do componente indígena é considerada peça fundamental para que o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama) emita o licenciamento e, com isso, o Governo Federal execute as obras de pavimentação de 87 quilômetros entre Santiago do Norte a Gaúcha do Norte.
 
“Essa é uma discussão antiga, que se arrasta já há muito tempo, e que prejudica sobremaneira o desenvolvimento de Santiago do Norte, de Gaúcha do Norte e demais municípios daquela região. É um anseio daquela população, que tanto ajuda o Brasil com sua produção. E precisamos de celeridade nesse trabalho para que se possa dar início às obras”, frisou Jayme Campos.
 
O estudo nas mãos da área técnica da Funai considera as obras de pavimentação, numa extensão de 202 km, de Santiago do Norte até o início do trecho pavimentado da MT-020, contemplando pavimentação de 11,4 km entre Santiago do Norte ao início do Contorno de Kamukuwaká; 40,5 km do Contorno de Kamukuwaká; 75,3 km do final do Contorno de Kamukuwaká até Gaúcha do Norte, e 74,8 km de Gaúcha do Norte até o início da pavimentação no entroncamento com a MT-020.
 
Jayme Campos enfatizou que o estudo encaminhado atende à reivindicação das lideranças dos povos xinguanos de utilizar estrada já existente entre Gaúcha do Norte e Canarana e considera a alternativa que melhor acomodaria o empreendimento, visando a possibilidade de prosseguimento do licenciamento ambiental de maneira mais célere e com menor complexidade ambiental. “Essa é uma rodovia que vai impactar muito positivamente no desenvolvimento não só de Mato Grosso como atuará em favor do Brasil”, acrescentou.
 
A coordenadora-geral de Licenciamento Ambiental (CGLIC) da Funai, Júlia Paiva, ressaltou que serão realizados todos os esforços para cumprimento do prazo estabelecido. Ela lamentou o restrito número de técnicos para o cumprimento de todas as demandas, inclusive, nas coordenações regionais, responsáveis pelos encaminhamentos dos subsídios necessários.
 
A pavimentação da BR-242 entre Santiago a Gaúcha do Norte permitirá a ligação rodoviária entre a BR-163 e a BR-158, conectando as principais regiões produtoras e polos de desenvolvimento do Vale do Araguaia, com os trilhos da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (FICO) e da Ferrovia Senador Vicente Vuolo, a Ferronorte, em Lucas do Rio Verde, também em fase de execução. Essa conexão também permitirá que se crie uma alternativa de escoamento pelos portos do Arco Norte.

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
 
Sitevip Internet