Notícias / Agricultura

17/05/24 às 08:46 / Atualizada: 17/05/24 às 08:54

Aprofir-MT promove levantamento sobre os preços do feijão em Mato Grosso

Os encontros com os produtores serão realizados em Campo Novo do Parecis, Nova Mutum, Sorriso e Primavera do Leste

Redação

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Aprofir-MT promove levantamento sobre os preços do feijão em Mato Grosso

Foto: Assessoria

A Associação dos Produtores de Feijão, Pulses, Colheitas Especiais e Irrigantes de Mato Grosso (Aprofir-MT) realiza entre os dias 20 e 24 de maio, a primeira etapa de um levantamento com os produtores de feijão para estruturar um banco de dados com os valores pagos por essa cultura. Os encontros com os produtores serão realizados nos municípios de Campo Novo do Parecis, Nova Mutum, Sorriso e Primavera do Leste.

A “Roda de Conversa com o Produtor de Feijão” é promovida em parceria com a Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) e o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Universidade de São Paulo (CEPEA/ESALQ/USP). A ação será realizada nos sindicatos rurais das cidades que receberão o evento.

"Atualmente não temos um levantamento dos preços praticados no mercado e o produtor não tem um embasamento para planejar a safra. Vamos buscar as informações dos pequenos e médios produtores para ter uma boa referência. Esse é apenas o primeiro evento que realizaremos para coletar os dados que serão contabilizados pela CNA", explica o presidente da Aprofir-MT, Hugo Garcia.

Mato Grosso possui uma área de 200 mil hectares de feijão, sendo a maior parte do tipo carioca. O estado é o quarto maior produtor da leguminosa no país e exporta 54% de sua produção. A expectativa é que o consumo mundial de pulses aumente em até 21% nos próximos seis anos. 

"A falta de um levantamento de preços traz incerteza aos produtores sobre o mercado e dificuldades de negociação dessa leguminosa que é tão importante no prato do brasileiro. Queremos corrigir isso e proporcionar a esses produtores uma referência na cultura, como já ocorre com o milho e a soja", enfatiza Hugo Garcia.

Quanto a programação das visitas, na terça-feira (21), as entidades estarão em Campo Novo do Parecis (396 km a noroeste de Cuiabá) e Nova Mutum (264 km ao norte). Na quarta-feira (22), em Sorriso (420 km ao norte) e na quinta-feira (23) em Primavera do Leste (231 km ao sul). 
  • Aprofir-MT promove levantamento sobre os preços do feijão em Mato Grosso

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
 
Sitevip Internet