Notícias / Agricultura

05/10/23 às 17:28 / Atualizada: 06/10/23 às 09:52

Penitenciária terá horta orgânica com assistência técnica da Empaer em Água Boa

Inicialmente, um hectare será destinado à produção de hortifrutigranjeiros orgânicos com mão de obra dos reeducandos

Maricelle Lima Vieira | Empaer/MT

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Penitenciária terá horta orgânica com assistência técnica da Empaer em Água Boa

A produção será destinada a famílias carentes e entidades filantrópicas do município

Foto: Empaer

A Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) e a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) fizeram uma parceria para implantar uma horta orgânica na Penitenciária Major PM Zuzi Alves da Silva, em Água Boa. Nesta semana, as equipes estiveram na unidade prisional analisando a área e a formulação do projeto.

Um hectare será destinado para a produção de hortifrutigranjeiros orgânicos com mão de obra dos reeducandos. Na prática, a assistência técnica irá orientar desde a produção do adubo até os tratos culturais, conforme cada tipo de alimento cultivado no espaço. A produção será destinada a famílias carentes e entidades filantrópicas do município.

O servidor da Sesp, Elder Alves Santana Freire, responsável pela iniciativa, afirma que o objetivo é contribuir com a ressocialização dos reeducandos, que sairão capacitados para o cultivo, além da oportunidade de ocuparem o tempo com algo produtivo. “A ideia é reduzir as chances deles voltarem a cometer crimes. Na unidade prisional, o projeto será inédito e vai agregar como uma atividade que poderá ser uma futura fonte de renda”.

A médica veterinária da Empaer, Jaqueline Bruning Azevêdo Possamai, afirma que foi procurada pelo servidor da Sesp que solicitou orientação técnica para instalar a horta no sistema prisional. Junto com técnico Alison Lucas Lorenzon, houve a primeira reunião para discutir o projeto. 

“A ideia é capacitá-los para que, depois da pena cumprida, possam ter uma opção de trabalho e serem inseridos novamente na sociedade. A iniciativa vem de encontro com as demandas observadas pela equipe técnica da Empaer. Muitos produtores deixam de expandir por não conseguirem pessoas aptas ao trabalho, o que tem sido comum no segmento de hortifruticultura”, explica. 

Segundo Alison, a ideia é capacitar aproximadamente 30 reeducandos por ano, com atividades práticas diárias na horta. “Esperamos que o projeto inspire e amplie a ideia junto a outras unidades prisionais do Estado”, completa.

Fazem parte também da construção do projeto a gerente de Apoio Administrativo e Penal da Sesp Cleonice Penteado dos Santos; o diretor do presídio Robson Severino Duarte; o diretor adjunto Edvaldo Alves Martins; o líder de disciplina Cleber Batista de Souza, além do secretário adjunto da Agricultura Familiar, Otacílio de Souza Barbosa, e a técnica da Empaer, Ana Maria Pereira Porto Weissheimmer.



 

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Causa e efeito

         Reclamamos dos sofrimentos que nos alcançam de vez em quando e que nos tira a alegria. Muitas vezes são doenças graves com internações hospitalares. Nos questionamos...

 
 
 
 
Sitevip Internet