Notícias / Notícias Gerais

27/04/22 às 20:49 / Atualizada: 27/04/22 às 21:03

Mulher flagrada fazendo sexo com homem em situação de rua fala pela primeira vez: ‘Dilacerada’

Mulher flagrada fazendo sexo com homem em situação de rua fala pela primeira vez: ‘Dilacerada’

Foto: Divulgação

A mulher flagrada fazendo sexo com um homem em situação de rua em Planaltina, no Distrito Federal, falou pela primeira vez sobre o ocorrido nesta quarta-feira, 27. Sandra Mara Fernandes publicou um texto no Instagram em que afirmou que se sente “profundamente dilacerada” e vai lutar por seus direitos na Justiça. No mês passado, o personal trainer Eduardo Alves agrediu Givaldo Alves, um homem em situação de rua, após flagrá-lo tendo relações sexuais com sua esposa dentro do carro dela. Ele afirmou à polícia que achou que Sandra tivesse sido vítima de estupro. O caso teve repercussão nacional e ela foi internada com problemas psicológicos. “Passei por dias muito difíceis, nunca me imaginei naquela situação. Eu me sinto profundamente dilacerada pelo ocorrido. Hoje eu tenho ciência de tudo o que foi dito enquanto eu estava internada e sendo cuidada por médicos, psicólogos, assistentes sociais, enfermeiros e outros profissionais”, escreveu Sandra.


Sandra publicou uma foto ao lado do marido, Eduardo Alves
 
“Fui vítima de chacotas, humilhações em rede nacional. Fui taxada como uma mulher qualquer, uma mulher promíscua, uma mulher com fetiches, uma traidora. E mais ofendida ainda por ter sido atacada por outras mulheres que entenderam que eu merecia o pior. Eu sempre soube que vivemos numa sociedade desigual, mas eu não escolhi ter um surto”, disse, acrescentando que teve sua vida “exposta e devastada”. Sandra também agradeceu ao marido e aos profissionais de saúde que a ajudaram durante o tratamento. “Hoje eu busco na Justiça os meus direitos, pois nunca faltei com respeito com ninguém e não merecia ter sido tratada como uma qualquer e, principalmente, ter sido usada como objeto de prazer durante delírios e alucinações que confundiram minha mente e me colocaram num contexto nojento e sórdido”, ressaltou. Nos stories do Instagram, Sandra também publicou uma série de vídeos em que afirmou que vai lutar pelos direitos das mulheres. “Por mais que algumas não tenham me defendido, eu vou defender e vou lutar pela minha causa. Eu mereço respeito e todas nós merecemos respeito.”

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Juacy da Silva

DOIS DE JULHO, UM DIA ESPECIAL

Se nossa querida Afife estive viva, não tivesse nos deixado há pouco mais de sete meses, em um sábado, como hoje, aqui em Franklin Farm, Herndon, Virginia, EUA, no dia 20 de Novembro do ano passado (2021), HOJE, 02 de Julho de...

 
 
 
 
Sitevip Internet