Notícias / Meio Ambiente

16/09/21 às 18:37

Estado começa a distribuição de água para os animais do Pantanal

Dois caminhões-pipa locados pela Defesa Civil fazem o despejo de água adequada para o consumo da fauna silvestre

Sabrina Ventresqui | Sema-MT

AguaBoaNews / Cuiabá

Imprimir Enviar para um amigo
Estado começa a distribuição de água para os animais do Pantanal

Caminhão-pipa leva água para os animais do Pantanal

Foto: Assessoria

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), em parceria com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), com a Fundação Ecotrópica, Corpo de Bombeiros Militar (CBMMT), Defesa Civil, e a Prefeitura de Poconé, deu início no último sábado (11.09) a distribuição de água para os animais do Pantanal.
 
A ação começou com a inclusão de 25 mil litros de água em dois dos 84 pontos mapeados da Estrada Parque Transpantaneira, localizada em Poconé (102 km distante de Cuiabá). Dois caminhões-pipa locados pela Defesa Civil estão sendo utilizados para a ação.
 
A definição dos pontos e do início da distribuição de água foi tomada em conjunto com o Ibama -  órgão que detém a atribuição legal de autorizar o manejo de fauna e outras ações que interfiram no ambiente natural do Pantanal e dos animais silvestres. 
 
Um dos pontos que recebeu água possui ariranhas, e no outro, jacarés. Para garantir o bem-estar dos animais, foi feita a análise da água antes e depois do despejo de água adequada para o consumo da fauna da região. 
 
A coleta da água é realizada em um poço tubular perfurado na rodovia, e nos rios da localidade.  O poço foi perfurado como parte de um projeto piloto que facilita o abastecimento de água na região da Transpantaneira durante os períodos de estiagem.
 
Equipes iniciam o dessedentamento de animais

Poço artesiano
 
O poço foi viabilizado por meio de uma parceria entre a Sema-MT,  a Associação de Defesa do Pantanal (Adepan), que representa particulares da região, e o Ministério Público Estadual (MP MT).
 
"A Sema está avaliando o resultado alcançado com este projeto piloto, a viabilidade, a qualidade da água, a disponibilização de energia elétrica, os mecanismos de gerenciamento deste poço e os cuidados necessários, e ainda se a disponibilidade hídrica atende às necessidades da região" explica o secretário Executivo da Sema-MT, Alex Marega.

No local, há uma bomba para a retirada da água, alimentada por energia elétrica. O projeto prevê os testes com esta primeira tubulação, o monitoramento do funcionamento, das dificuldades e dos benefícios, para então avançar e implantar até 10 poços tubulares na extensão da Estrada Parque.

A construção de poços é uma importante ferramenta para obtenção de água potável, em áreas remotas. Um dos desafios do projeto é a necessidade de fornecimento de eletricidade para alimentar os motores que trazem água à superfície.

Com orientação de Lorena Bruschi*

 
Análise da água o corixo do Pantanal
Créditos: Assessoria

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Luciano Vacari

Da enxada ao touch

Desde os anos 70 no Brasil, o agro brasileiro vem se desenvolvendo cada vez mais aliado com a ciência e a tecnologia, prova disso é a expansão da fronteira agrícola, a qual levou a soja ao cerrado, um bioma não...

 
 
 
 
Sitevip Internet