Notícias / Educação

10/08/21 às 12:07

Mérito - Estudantes de Alta Floresta conquistam ouro e prata em Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica

Instituição gerida pelo Corpo de Bombeiros Militar conquistou 4 medalhas

Davi Vittorazzi | CBMM

AguaBoaNews/Cuiabá

Imprimir Enviar para um amigo
Mérito - Estudantes de Alta Floresta conquistam ouro e prata em Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica

Foto: CBMM

Em clima de Olímpiadas, 2 ouros e 2 pratas foram conquistadas por estudantes do Colégio Militar Dom Pedro II, do município de Alta Floresta (790 km de Cuiabá), nas Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA).

A OBA tem como objetivo principal difundir o conhecimento astronômico pela sociedade brasileira, fomentar o interesse dos jovens pela Astronomia e pela Astronáutica e ciências afins. Neste ano, realizado em formato virtual devido a pandemia. A Olímpiada é realizada desde 1998 e está na 24ª edição.

Apesar de toda as dificuldades gerado pela pandemia, o diretor da Dom Pedro 2 II conta que o colégio tem sido um exemplo. “Esse é objetivo da escola militar Dom Pedro II, em Alta Floresta, ser uma escola pública com elevada qualidade acadêmica, preparando nossos alunos para o futuro pessoal e profissional. Sendo que nossa meta é ser uma referência em educação no estado”, destaca o diretor do colégio, Tenente Coronel BM Ranie.

Medalhista de ouro, Victoria Haubricht Giordani, de 13 anos, conta que se inscreveu no OBA por seu interesse por astronomia, mas não esperava chegar tão longe. Ela está no 8º ano do Colégio Dom Pedro II e diz que o ambiente escolar propiciou para se engajar na olímpiada.

“Não esperava nem chegar perto de uma medalha, muito menos de ouro. Quando recebi a notícia, tanto eu quanto meus parentes, ficamos muito felizes. É quase um sonho ganhar uma medalha, pois sei que tal conquista pode abrir várias portas na minha vida”, relata a estudante.

Outra medalhista de ouro foi Luana Cristina, de 12 anos. Ela conta que fez a prova inicialmente como teste e que estava nervosa com a prova. Mas logo, recebeu a notícia da conquista. “Quando eu vi que tinha ganhado medalha de ouro eu fiquei muito feliz”, diz.

Maria Clara Kraemer Porto foi medalhista de prata e fez a prova pela primeira vez. A estudante relata que a prova estava difícil e com a conquista já espera participar de mais edições da OBA. “Que venha as próximas”, relata Maria.

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

José Sarney

A furna da Marruá

Bobbio dizia que a velhice era muito boa e cheia de encantos, o maior deles o gosto de matar saudades. Mas eu acho que o divertimento maior da velhice é o espaço de contar histórias, bom para encher e passar o tempo. As...

 
 
 
 
Sitevip Internet