Notícias / Agricultura

08/03/21 às 12:52

Mulheres ganham espaço no campo e atuam como operadoras de máquinas agrícolas

Assessoria Senar

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Mulheres ganham espaço no campo e atuam como operadoras de máquinas agrícolas

Operadora de trator, Erinelza dos Santos, em Mirassol d´ Oeste

Foto: Assessoria

Dados do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) apontam que 292 mulheres se capacitaram em 2020 e se tornaram aptas a operar máquinas agrícolas, por meio dos cursos realizados em parceria com os Sindicatos Rurais do estado. Dentre elas está a trabalhadora de Mirassol d' Oeste, Erinelza dos Santos, 37, que também constará na estatística de 2021. Atualmente, ela é uma das participantes do treinamento em Operação de Colheitadeira de cana-de-açúcar, que ocorre neste mês de março.

Há dois anos, Erinelza atua na área e até agora já operou dois tratores: um Valtra BH 190 BT e um Valtra BH 194, ambos com peso médio de dez toneladas.  No período da safra da cana-de-açúcar, outras cinco companheiras se juntam à Erinelza para operarem máquinas agrícolas na mesma propriedade. “Somos cuidadosas, geralmente nosso trator é mais limpo e recebemos elogios por sermos detalhistas”, afirma.

Desde criança, Erinelza sonhava em operar a máquina, mas só pode realizar este sonho a partir de 2018 quando se capacitou para a função. “Eu tinha 10 anos de idade e já gostava, mas ainda não tinha força nem para segurar o volante”.

Assim que pode, a trabalhadora fez um treinamento por conta própria para conseguir a atual vaga de emprego. Desde então já perdeu as contas de quantos treinamentos pelo Senar-MT e Sindicato Rural de Mirassol d' Oeste já concluiu para se qualificar cada vez mais. “Não estou bem lembrada, mas acho que foram dois a três cursos só no ano passado”, afirma.

Segundo o presidente do Sindicato de Mirassol d' Oeste, Francisco Ferreira, a presença de mulheres tem sido cada vez mais constante na demanda de treinamentos nessa área. “Elas têm procurado bastante o Sindicato. Algumas trabalham aqui na cidade com a cana-de-açúcar e outras conseguem emprego em cidades como Sapezal, que é mais voltada para a cultura de grãos”.

No médio norte, Jercina Xavier está trabalhando na colheita da safra 20/21 há dois meses. O trabalho foi conquistado após capacitação em Operação de Colheitadeira de grãos, pelo Centro de Treinamento de Sorriso. “Não queria fazer o curso apenas por fazer. Depois que terminei, fui atrás de emprego. Com o treinamento eu ganhei experiência e melhorei o currículo. Hoje eu adoro meu trabalho. Estou onde sempre quis chegar”, destaca.

Desafios – Camila Ribeiro Gaspar, 27, é tecnóloga em agricultura de precisão e foi a primeira instrutora mulher a ser credenciada ao Senar-MT na área de mecanização agrícola. Com seis anos de experiência na função, a profissional diz que ainda há preconceito. “Foi muito complicado e até hoje ainda há alguma resistência. Mas, com seis anos de estrada têm coisas que a gente ouve e não se chateia mais”.

A engenheira de segurança do trabalho e instrutora credenciada, Valéria Adelaide, ministra o treinamento da Norma Regulamentadora 31.12. Segundo ela, a capacitação das mulheres supre um gargalo no campo que é a mão de obra qualificada. “A operação de máquinas é um dom e têm muitas mulheres que descobrem essa paixão. Por gostarem da área, elas buscam se capacitar e acabam se destacando. Hoje, em geral já encontramos mulheres trabalhando em usinas e em grandes propriedades e isso tudo é muito positivo”.

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Juacy da Silva

A ECONOMIA DE FRANCISCO E CLARA II

“Os direitos trabalhistas nasceram das lutas solidárias do povo. Estão fundamentados na DOUTRINA SOCIAL DA IGREJA: O amor pelos pobres está no centro do Evangelho. Terra, teto e trabalho – isto pelo qual voces lutam...

 
 
 
 
Sitevip Internet