Notícias / Cultura

08/04/18 às 11:26

Livro de antropóloga reúne mitos e lendas do povo Tapayuna

Assessoria

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Livro de antropóloga reúne mitos e lendas do povo Tapayuna

Foto: Mário Vilela/ Funai

Conhecer lendas de seres mitológicos que trazem à memória os costumes de um povo indígena em plena Amazônia. Esse não é o único propósito do livro Kajkwakratxi tujarẽj - Histórias Tapayuna, uma coletânea de mitos narrados por três anciões do Povo Tapayuna, que vive nas Terras Indígenas Wawi e Capoto-Jarinã. Ambas em Mato Grosso.
 
Alimentação, rituais, instrumentos de caça e como surgem os nomes usados na cultura Tapayuna – "Kajkwakratxi" na língua materna – são aspectos identificados nas lendas contadas pelos índios Kôkôtxi, Roptyktxi, Wôtkàtxi. Os contos também representam a história de luta e resistência desse povo que foi quase dizimado por doenças e até envenenamento nas décadas de 1950 e 1960.
 
Essa trajetória de superação tem reflexos nas próprias histórias orais transcritas para a língua portuguesa na obra organizada pela antropóloga Daniela Lima. Durante cinco anos, ela desenvolveu a pesquisa que resultou na elaboração dessa obra, cuja tradução foi realizada pelos Tapayuna; e do filme, produzido pela Casa Verde com participação dos índios da comunidade Kawêrêtxiko.
 
De acordo com Lima, hoje os Tapayuna reivindicam a retomada das terras originalmente ocupadas por eles (na região às margens do Rio Arinos, em Mato Grosso) antes da transferência da aldeia para áreas do Parque Indígena do Xingu-MT. "Eles sonham em encontrar os parentes que acreditam ter permanecido no território tradicional."
 
No lançamento do livro realizado na sede da Funai em Brasília (último dia 20 de março), o indígena Yaiku, representante da TI Capoto-Jarinã, assim resumiu a situação da sua comunidade indígena ao dizer que "a população do Povo Tapayuna está crescendo e ainda tem pouca articulação de políticas de jovens. A nossa luta está na nossa mão. Está na mão do jovem. E nós vamos lutando daqui pra frente com a Funai para apoiar as comunidades e povos indígenas", afirmou.

 

Foto: Mário Vilela/ Funai
 
Resistência
 
O documentário A luta e resistência do povo kajkwakratxi (Tapayuna) é um resgate da história dessa comunidade indígena, que até a década de 1970 habitava as margens e afluentes dos rios Arinos e do Sangue, noroeste do Mato Grosso.
 
À época, doenças adquiridas no contato com não índios e os conflitos com posseiros de terra reduziram os Tapayuna a 41 indivíduos, então transferidos para o Parque Indígena do Xingu. Estima-se a população atual dos Tapayuna em cerca de 200 pessoas, que atualmente passam por um processo de valorização da sua cultura.
 
 

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Luciano Vacari

Da enxada ao touch

Desde os anos 70 no Brasil, o agro brasileiro vem se desenvolvendo cada vez mais aliado com a ciência e a tecnologia, prova disso é a expansão da fronteira agrícola, a qual levou a soja ao cerrado, um bioma não...

 
 
 
 
Sitevip Internet