Notícias / Policial

20/08/15 às 13:48 / Atualizada: 20/08/15 às 17:40

Índios são enganados e compram caminhonete roubada por quadrilha em Cuiabá

Dois irmãos e um adolescente foram detidos pela Polícia Judiciária Civil por roubo de caminhonetes, na noite de quarta-feira (19.08), no município de Barra do Bugres. As investigações são da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (Derrfva) que apoio das Delegacias de Barra do Bugres e Jangada, na recuperação de uma caminhonete branca Amarok.
 
Os irmãos, Gielson Almeida Reis, 23, e Gilberto Almeida Reis, 33, foram autuados em flagrante pelos crimes de associação criminosa, receptação, adulteração de sinal identificador de veículo, uso de documento falso, e posse irregular de munição. Já o menor L.C.S. de 17 anos, foi ouvido e liberado.
 
O veículo estava em poder de cinco índios da etnia Enawene-Nawe, que seguiam viagem para o município de Juina, cidade sede da Aldeia.  A caminhonete Amarok 4x4 branca com registro de roubo, já estava com a placa clonada e documento falsificado, quando foi interceptada pelas equipes de policiais civis, nas proximidades da cidade de Barra do Bugres, com cinco indígenas.
 
Durante a abordagem foi constatado que eles haviam sido enganados, pois não tinham conhecimento que se tratava de um veiculo roubado. Diante dos fatos, os indígenas foram levados à Derrfva, em Cuiabá, juntamente com a caminhonete.
 
O Procurador Federal foi acionado para representar a Fundação Nacional do Índio (FUNAI), para acompanhar as oitivas dos cinco conduzidos que foram liberados em seguida.
 
Com as declarações, a Polícia Civil conseguiu identificar os dois irmãos que realizaram a venda ilegal da caminhonete, após enganar os índios, alegando que se tratava de um veículo “Finan”, quando na verdade a caminhonete era proveniente de roubo.
 
Gielson e Gilberto foram localizados em uma residência no bairro Dom Bosco, em Cuiabá, local onde foi feita a negociação do automóvel. Os irmãos estavam na companhia de um adolescente de 17 anos. No interior do imóvel também foram apreendidas duas munições.
 
Os três foram conduzidos à Derrfva, sendo os irmãos presos em flagrante pelos crimes de associação criminosa, receptação, adulteração de sinal identificador de veículo, uso de documento público falso e posse ilegal de munição. 

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Luciano Vacari

Sobre o que realmente interessa

Um dos grandes desafios do agronegócio brasileiro é apresentar sua importância social e econômica e, principalmente, a responsabilidade ambiental do setor, que é o que mais preserva vegetação nativa no...

 
 
 
 
Sitevip Internet