Notícias / Policial

19/08/15 às 23:10 / Atualizada: 20/08/15 às 08:50

Agiota é preso com 656 cartões de banco e do Bolsa Família, diz polícia

Polícia encontrou cheques, 656 cartões de banco e 91 carteiras de trabalho. Suspeita é que aposentado praticava estelionato e agiotagem em MT.

Denise Soares

G1 / MT

Imprimir Enviar para um amigo
Agiota é preso com 656 cartões de banco e do Bolsa Família, diz polícia

Cartões apreendidos estavam no nome de outras pessoas.

Foto: Reprodução/TVCA

Um aposentado de 55 anos foi preso nesta quarta-feira (19) com uma grande quantidade de cartões do Bolsa Família, cartões de banco, títulos eleitorais, folhas de cheque e extratos bancários, em  Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.

De acordo com a Polícia Militar, Virgínio Paes de Campos foi preso por suspeita de estelionato e agiotagem. Com ele, a PM apreendeu 656 cartões de banco e 91 carteiras de trabalho registrados no nome de diversas pessoas.

Ao G1, Virgínio disse que apenas emprestava dinheiro para as pessoas e negou que ficava com o dinheiro das vítimas. O suspeito contou que estava nesse ‘serviço’ há 10 anos e nunca teve nenhum problema ou chegou a ser preso.

Segundo a polícia, Virgínio foi flagrado dentro de uma agência da Caixa Econômica Federal, localizada na Avenida Couto Magalhães. Algumas pessoas viram o suspeito fazendo diversos saques de dinheiro usando 15 cartões e decidiram chamar a polícia.

A grande quantidade de documentos e cartões foi encontrada na casa dele, no Bairro Nova Várzea Grande. No local também foi encontrado um revólver calibre 38 e uma espingarda calibre 22.


Estelionatário foi preso em MT com cartões do Bolsa Família e 656 cartões de banco. (Foto: Reprodução/TVCA)Estelionatário foi preso em MT com cartões do Bolsa Família e 656 cartões de banco.
(Foto: Reprodução/TVCA)


“Encontramos nos cômodos da residência vários cartões do Bolsa Família e também do Cartão Cidadão. Estamos com a suspeita de estelionato pela questão da quantidade de cartões e cheques em nome de outras pessoas que ele não afirma a procedência, além do crime de porte ilegal de arma de fogo por não ter registro dessas armas”, explicou o aspirante da PM, Marcelo Freitas.

Para a PM o suspeito explicou que ‘levantava’ dinheiro e negou que praticava agiotagem. Virgínio disse à polícia que as pessoas o procuravam para fazer empréstimos e deixavam os cartões como forma de garantia do pagamento das dívidas. Todos os cartões estavam com as senhas anotadas em papéis colados no verso de cada cartão. Uma quantia de R$ 3 mil também foi encontrada.
 
Virgínio Paes de Campos disse que apenas emprestava dinheiro para as pessoas. (Foto: Reprodução/TVCA)Virgínio Paes de Campos disse que apenas emprestava dinheiro para as pessoas.
(Foto: Reprodução/TVCA
“Se a pessoa estava com dificuldade, como conta atrasada ou doente, falava comigo. Eu calculava e emprestava, passava o dinheiro para eles. Mas a porcentagem era minha, eu cobrava 10%. Eu nunca fui atrás de ninguém, eles que me procuravam. Não é crime, não agredi ninguém, não mandei ninguém me passar senha”, disse o suspeito ao G1.

Sobre as duas armas encontradas, o aposentado disse que apenas as tinha como segurança por medo de assaltos. Porém, ele não tinha registro de nenhuma delas. De acordo com a PM, o suspeito será encaminhado para a Polícia Federal de Cuiabá.

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Luciano Vacari

Sobre o que realmente interessa

Um dos grandes desafios do agronegócio brasileiro é apresentar sua importância social e econômica e, principalmente, a responsabilidade ambiental do setor, que é o que mais preserva vegetação nativa no...

 
 
 
 
Sitevip Internet