Publicidade
Publicidade

Publicidade
Publicidade

Publicidade
Publicidade

Assassina de estudante em Goiânia teria matado outras cinco pessoas

(Foto: Canal Gama)

Assassina de estudante em Goiânia teria matado outras cinco pessoas

Assassina em série em Goiás. É assim que uma jovem pode ser chamada em Goiânia. "Ela mata simplesmente porque tem prazer em matar, e inclusive já relatou isso para outras pessoas". A declaração do Delegado Breynner Cursino, adjunto da Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH) se refere à Jaira Gonçalves Mendes, de 19 anos, que foi presa acusada de ter assassinado, em 19 de fevereiro na porta de um cursinho na Rua 8, no Centro de Goiânia a estudante Wanessa de Almeida Santos, 19. A polícia investiga agora outros cinco assassinatos atribuídos a ela, três deles, já confirmados.

Câmeras de segurança ajudaram a polícia a descobrir que Jaira, junto com Daniel Gonçalves Xavier, 20, que dirigia uma motocicleta foi quem, após abordar um grupo de estudantes que saíam de um cursinho no Centro atirou em Wanessa.

A jovem, segundo apurou a polícia, só morreu porque correu de volta para o cursinho ao perceber que outras estudantes estavam sendo assaltadas.

Após intensa perseguição que começou no final de semana e só terminou na segunda-feira policiais da DIH e da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic) prenderam Jaira e também Ruam Carlos Cassimiro, 20, e Railson Pereira de Araújo, 10, o "chimbinha". Com o trio, foram apreendidos três revólveres, munição, dois carros roubados e duas motocicletas que eles usavam para cometer os crimes.

 

No decorrer das investigações, o delegado Breynner Cursino descobriu que após o latrocínio (roubo seguido de morte) praticado contra a estudante, Jaira, junto com Ruam e Railson matou Romário Lemes Martins no dia primeiro de março e Rafael Pataxó no dia quatro do mesmo mês. A jovem, que não demonstra arrependimento em nenhum dos crimes também matou em 10 de outubro do ano passado seu companheiro Pablo Arruda de Moura, assassinado com tiros na cabeça enquanto dormia. O delegado informou ainda que outros dois homicídios praticados no final do ano passado e que também são atribuídos a ela estão sendo investigados.

Além dos assassinatos, Jaira teria praticado este ano pelo menos três assaltos em Goiânia, um deles contra um policial militar que teve o carro roubado no momento em que saía da região dos bares do Setor Marista. De acordo com Breynner Cursino, o PM só não foi morto porque conseguiu esconder a arma e a identidade funcional. A expectativa do delegado é que a divulgação da imagem da acusada faça com que outras vítimas de assaltos compareçam na delegacia para denunciá-la. Parceiro de Jaira na morte da estudante, Daniel Gonçalves continua foragido.

Vídeo: TV Goiânia

Banner Patrocinado
Publicidade

Notícias da cidade de


Publicidade

Banner Patrocinado
Publicidade

Editais

Contato

Redes Sociais


 

Banner Patrocinado
Banner Patrocinado