Notícias / Política

16/08/15 às 22:55

Taques promete anunciar nova sigla até dia 21 e lideranças vão segui-lo

Tarso Nunes

RDnews

Imprimir Enviar para um amigo
Taques promete anunciar nova sigla até dia 21 e lideranças vão segui-lo

Taques, Leonardo Albuquerque e Paolla Reis comandaram reunião sobre futuro político dos aliados

O governador Pedro Taques (sem partido) comunicou ao seu grupo político que até a próxima sexta (21) irá definir entre o PSDB e PSB. A garantia foi dada na reunião deste sábado (15), no hotel Fazenda Mato Grosso. Também ficou decidido no encontro, que durou mais de três horas, que prefeitos, vereadores e lideranças do PDT vão acompanhá-lo.

O vereador por Cuiabá, Renivaldo Nascimento (PDT), avalia que o governador seguirá para a legenda tucana. Segundo ele, Taques não deve aderir ao PSB porque a sigla à nível nacional já fez parte da base do governo Dilma Rousseff (PT), o que não dá segurança de que permanecerá na oposição. A ligação do PDT com o governo federal foi um dos motivos que determinou a saída do chefe do Executivo estadual.

Além disso, o vereador explica que caso Taques opte pelo PSB, o partido administrará o Palácio Paiaguás e a Prefeitura de Cuiabá, que hoje já é comandada por Mauro Mendes (PSB). Entretanto, na possível reeleição de Mauro no ano que vem, o PSB não deve disputar a eleição com chapa pura.
Diante disso, Renivaldo acredita que quem deverá indicar o vice da chapa de Mauro é o PMDB, haja vista que o senador Blairo Maggi (PR) irá aderir à legenda, além de ter proximidade com o socialista. “Taques não sobe no palanque do PMDB e PT. E os deputados estaduais Gilmar Fabris e Janaina Riva vão para PMDB”, salienta o vereador.

 Quanto à possibilidade de ingressar no PSDB e ficar ofuscado por lideranças que já disputaram à Presidência da República, como Aécio Neves, Geraldo Alckmin e José Serra, Renivaldo garante que Taques já é uma liderança e o projeto nacional não será por agora. “É para daqui quatro ou oito anos. Taques já tem seu espaço no cenário nacional”, sustenta.

A reunião de hoje contou com a presença de prefeitos, vereadores e lideranças de 38 municípios. Além de Renivaldo e Taques, o encontro teve a presença do deputado estadual Leonardo Albuquerque e a secretária-adjunta de Relações Públicas, Paola Reis.

Prefeitos
Ontem (14),  Rdnews consultou três prefeitos do PDT que admitiram a possibilidade de seguir os passos de Taques. Tratam-se de Adriano Pivetta, que comanda Nova Mutum; Mariledi Araújo, de Pedra Preta e Luiz Umberto Eickhoff, de Tapurah.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Fernando Rizzolo

A Exclusão e o Pancadão

Uns anos atrás, escrevi um artigo sobre a repressão praticada pelos seguranças dentro dos shoppings centers em São Paulo, uma vez que não permitiam que grupos de jovens da periferia, que marcavam encontros chamados...

 
 
 
 
Sitevip Internet