Notícias / Policial

13/08/15 às 07:56

Goiânia: “Barbie” é presa suspeita de enganar consumidores pela internet

Conhecida nas redes sociais como Barbie, modelo de 25 anos vendia produtos pela WEB e supostamente não entregava a encomenda

Tom Carlos

Diário da Manhã

Imprimir Enviar para um amigo
Goiânia: “Barbie” é presa suspeita de enganar consumidores pela internet

Bruna Menezes é suspeita de praticar crime: questionada no WhatsApp por uma cliente, que disse que ela seria investigada e presa, a jovem respondeu “aguardo ansiosa” e”meu orixá é forte”

Loira e bonita. E ninguém imaginaria que a modelo Bruna Cristine Menezes, 25 anos, poderia ser, na verdade, uma estelionatária. A investigação é da Delegacia Estadual de Defesa do Consumidor (Decon).

Segundo a Polícia Civil de Goiás, o órgão de segurança teria recebido mais de 20 denúncias contra a modelo. Por isso, a autoridade policial a investiga desde abril. No início da tarde de ontem, Bruna foi presa em um apartamento alugado no Bairro Jardim Goiás. Para o delegado responsável pelo caso, Eduardo Prado, o prejuízo causado pelo esquema pode somar mais de R$ 300 mil.

De acordo com o investigador, ela usava a sedução e a beleza para atrair tanto homens quanto mulheres para seu perfil. Prado afirma que após dar o golpe, ela tirava o perfil das redes sociais.

Bruna teria criado páginas com nomes como Barbie e Maria, onde vendia produtos importados, mas não entregava a encomenda.
 
MENTIRAS
Para enrolar os compradores, diz a polícia, Bruna teria contado mentiras como doenças dos pais ou dela mesma. Suas vítimas também seriam de outras unidades da Federação, como o Distrito Federal e Rio de Janeiro.

O analista de sistemas Ryan Balbino diz que se relacionou com a suspeita entre 2011 e 2012. Para a Polícia Civil, ele a acusa de extorsão. Bruna teria mentido para namorado que tinha câncer de útero avançado, com metástase para o pâncreas, e que precisava de dinheiro para o tratamento.

“Ela pedia dinheiro com pretexto de que precisava comprar vitaminas, remédios importados, pagar por cirurgia e exames. No total foram mais de R$ 15 mil enviados a ela. A maioria depositado em uma conta poupança”, contou Ryan à reportagem do telejornal Hoje. Ele foi até Goiânia, se encontrou com parentes de Bruna e confirmou que ela não estava doente.

Em uma conversa no WhatsApp, a modelo foi alertada por uma cliente de que estava sendo investigada. Ela respondeu: “Meu orixá é forte…”
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Fernando Rizzolo

New Deal no Brasil

Bairro simples da periferia. O cheiro de café ainda estava pela cozinha e transpunha a sala com móveis simples, um sofá velho e uma antiga televisão que tinha em cima dela algumas xícaras, daquelas que têm o...

 

Enquete

Se a eleição para presidente tivesse Jair Bolsonaro e Sérgio Moro como candidatos, em quem você votaria?

 
 
 
Sitevip Internet