Notícias / Policial

09/08/15 às 10:57

Polícia Civil e Detran desarticulam quadrilha que aplicava golpes em locadoras

Assessoria

Imprimir Enviar para um amigo
Uma quadrilha especializada em aplicar golpes em locadoras de veículos dos estados de  São Paulo e Rio de Janeiro foi desarticulada em Rondonópolis, na sexta-feira (07.08), pela Delegacia de Roubos e Furtos, da Polícia Judiciária Civil, e o Departamento de Trânsito de Mato Grosso (Detran). 
 
O bando alugava carros nos estados, transferia usando documentos falsos em nome de "laranjas" e depois enviava os veículos legalizados para o estado de Goiás. 
 
A despachante Catia Regina Lima Tavares, 50 anos, era responsável por encaminhar a documento ao Departamento de Trânsito de Mato Grosso (Detran) para transferência dos carros. O suspeito,Vinícius de Oliveira Vasques, 33, era encarregado de falsificar os documentos como CNH e Certificados de Registros e Licenciamento de Veículos (CRLV) e Luiz Felipe da Silva Magalhães, 19, tinha a função de buscar os veículos fora do estado de Mato Grosso. 
 
Todos os três foram presos por associação criminosa, falsificação de documento, uso de documento falso e estelionato. O chefe da quadrilha, identificado por  Luiz Wilson Lopes, não foi preso, mas  será indiciado pelos mesmos crimes. 
 
Com a quadrilha foram apreendidos dois veículos, um Audi 4, com placas AYT 4233, de Curitiba, no Paraná, e uma EcoSport, placa OWI 1725, com registro de apropriação indébita da cidade de Nova Iguacú, no Rio de Janeiro.  
 
O suspeito Vinicius  tentava transferir o Audi, na Ciretran de Rondonópolis, usando uma CNH falsa e documentos de transferência adulterados. O suspeito Luiz Felipe da Silva foi preso em Primavera do Leste com a EcoSport. 
 
Com esse esquema seis veículos, segundo um dos presos, foram legalizados em Mato Grosso, junto a Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) de Rondonópolis, até que um funcionário da unidade percebeu que o documento apresentado para transferência do Audi era falso e acionou o Detran em Cuiabá, que entrou em contado com a Delegacia de Roubos e Furtos (Derf), para apurar a fraude. 
 
As investigações são coordenadas pelo delegado Gustavo Belão, Daniel Rozão Vendramel, junto a equipe de investigadores e escrivães da Derf de Rondonópolis, com apoio do Detran em Cuiabá. 
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Fernando Rizzolo

New Deal no Brasil

Bairro simples da periferia. O cheiro de café ainda estava pela cozinha e transpunha a sala com móveis simples, um sofá velho e uma antiga televisão que tinha em cima dela algumas xícaras, daquelas que têm o...

 

Enquete

Se a eleição para presidente tivesse Jair Bolsonaro e Sérgio Moro como candidatos, em quem você votaria?

 
 
 
Sitevip Internet