Notícias / Agronegócios

05/08/15 às 09:07

INVESTIMENTOS: Frigoríficos anunciam retomada em MT

MARCOS LEMOS

Diário de Cuiabá

Imprimir Enviar para um amigo
O governador de Mato Grosso, Pedro Taques (PDT), construiu um entendimento com um dos setores mais importantes da cadeia econômica de Mato Grosso, a pecuária, que passará a partir de agora a ter uma alíquota única, na incidência do ICMS, descontados os incentivos fiscais e parte da produção destinada ao mercado internacional, que não incide cobrança de impostos e taxas. Os maiores grupos frigoríficos do Brasil – JBS e BRFoods - atuam em Mato Grosso, sendo que o primeiro é a segunda maior empresa do mundo no ramo.

As conversas do governador Pedro Taques teriam acontecido diretamente com o presidente global da JBS, Wesley Batista. “Demos um passo significativo para que o setor da pecuária continue investindo forte em Mato Grosso e mantendo o compromisso de gerar emprego, renda e dividendos, além de ampliar a produção de aves”, disse o governador Pedro Taques, estimando que o setor amplie sua atividade e consequentemente melhore a movimentação econômica e também a arrecadação de impostos. 

Taques reafirmou sua disposição em melhorar a relação com a indústria e o comércio, mas desde que com regras claras e que visem o desenvolvimento de regiões em Mato Grosso. O executivo Gilberto Tomazoni, que comanda o negócio global de aves da JBS, assegurou que o grupo já está em fase de migração para assumir o Frigorífico Anhambi em Tangará da Serra, 240 km de Cuiabá, e analisa a proposta de adquirir o União Avícola de Nova Marilândia, 214 km da capital. “Em Tangará da Serra no Anhambi queremos elevar de 70 mil aves/dia o abate para 300 mil/aves por dia. No União Avícola de Nova Marilândia em se confirmando o negócio a produção atual já é de 150 mil aves/dia e a segunda linha que está sendo implementada já eleva para 300 mil/aves por dia”, explicou o presidente da divisão de aves Gilberto Tomazoni. 

A JBS é uma das três maiores processadoras de carne de frango do mundo, ao lado de americana Tyson Foods e da brasileira BRF. A JBS diz que processa mais de 8,5 milhões de aves por dia em suas unidades nos EUA, Brasil e Porto Rico e exporta para mais de 100 países.
 
A construção do entendimento foi fundamental, segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, Seneri Paludo, pois a JBS já sinalizava e desativava parte de suas atividades em Mato Grosso, e agora retomará os investimentos em parceria com o governo do Estado além de reforçar a parte de aves, hoje concentrada no Sudeste do Brasil. “Avançamos em todos os sentidos, na busca de equalizar os números tanto para o Poder Público como para o setor produtivo, pois o nosso interesse é atender Mato Grosso e a sociedade”, explicou Seneri Paludo. 

O setor da pecuária teve faturamento total de R$ 22,117 bilhões em 2014, dos quais R$ 14,55 bilhões foram tributáveis, ou seja, incidiram impostos, descontados 34,20% destinados à exportação e ao consumo interno, o que não permite a incidência de cobranças. Mesmo assim a pecuária recolheu R$ 337,72 milhões em impostos. 
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Estrada Iluminada - 'Destino da Terra e causas das misérias humanas'

“Admira-se de encontrar sobre a Terra tanta maldade e más paixões, tantas misérias e enfermidades de toda a sorte, concluindo-se quão deplorável é a espécie...

 
 
 
 
Sitevip Internet