Notícias / Negócios

19/01/17 às 22:36

Mesmo pouco conhecido, o mercado de self storage é promissor

Colaborar com a vida inteligente nas cidades é o principal motivo para o desenvolvimento do setor

Marina Fernandez

AGUA BOA NEWS

Imprimir Enviar para um amigo
Mesmo pouco conhecido, o mercado de self storage é promissor

Foto: Divulgação

Em se tratando de organizar o espaço disponível – seja residencial ou empresarial – ou de complementá-lo, já que a tendência se concentra em ambientes menores e, ao mesmo tempo, mais funcionais, nada melhor do que ter disponível um local seguro para armazenar aqueles itens que não são mais utilizados com frequência, mas que merecem ser preservados.
 
Desse conceito, nascem os self storages: boxes de tamanhos variados em que apenas os clientes podem acessar; são diferentes da ideia de guarda-móveis e possuem inúmeras vantagens, como a falta de burocracia, a privacidade dos clientes e acesso a qualquer hora do dia, em qualquer dia da semana.
 
No entanto, esse mercado promissor ainda encontra alguns problemas para se consolidar no Brasil por ser muito novo e pouco conhecido. Existem poucas unidades de self storages no país, a maior parte delas em São Paulo, ou seja, é um segmento com muito a se desenvolver e, para isso, o segredo está no investimento maciço em marketing, ainda mais se pensarmos em aumentar a demanda.
Mercado em expansão
Embora seja um setor relativamente novo, visto que é necessário um mínimo de cinco anos para atingir a maturidade, parece consolidar-se cada vez mais em meio à crise econômica. A previsão é que haja progresso nos anos seguintes, mesmo que o cenário permaneça instável.
 
Seu potencial de crescimento é percebido pelo perfil urbano dos brasileiros nos últimos anos: nas grandes cidades, existe a necessidade de reduzir custos através da otimização dos espaços. Na prática, as empresas precisam conservar arquivos e documentos, ao passo que reduzem o valor dos aluguéis ao máximo; já as residências precisam se adequar às necessidades pessoais ao mesmo tempo que minimizam as despesas.
 
Os contratos mensais – diferentes dos vistos nos aluguéis convencionais ou em guarda-móveis, com 12 meses de duração, no mínimo – também podem ser vistos como atrativos. Ademais, existe menos burocracia no processo como um todo, que interfere diretamente na hora de decidir o melhor local para armazenar itens em desuso que, inevitavelmente, precisam de um espaço maior que o disponível.
 
O conceito dos self storages vai na linha contrária aos galpões de armazenamento em locais distantes das cidades: é uma concepção muito urbana e deve ser vista como uma extensão, por menor que seja, dos locais já utilizados, isto é, os boxes terão o tamanho mais adequado. Portanto, para ser consolidado no país, é necessário que seja visto como sinônimo de economia e eficiência.
.
 
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Fernando Rizzolo

Vinho chileno com sabor de rebeldia

Já fui melhor nisso. Uns dez anos atrás, eu era um apreciador de vinhos. Na época, isso era uma espécie de moda, e, de todos os vinhos, o que eu menos apreciava era o chileno. Talvez em razão do meu paladar mais...

 
 
 
 
Sitevip Internet