Notícias / Política

13/12/16 às 13:04

Cuiabá - Vereador preso suspeito de estupro pede afastamento da Câmara

Chico 2000 (PR) teria abusado da enteada de 11 anos em festa de família. Afastamento pode ser votado nesta semana, diz Comissão de Ética.

Carolina Holland Do G1 MT

Edição para Água Boa News, Clodoeste Kassu

Imprimir Enviar para um amigo
Cuiabá - Vereador preso suspeito de estupro pede afastamento da Câmara

Vereador Chico 2000 está preso desde o dia 6 de dezembro e pediu afastamento da Câmara de Cuiabá.

Foto: Thiago Cesar/Secom-Câmara de Cuiabá

O vereador Francisco Carlos Amorim Silveira, o Chico 2000 (PR), pediu afastamento da Câmara Municipal de Cuiabá por 30 dias. Ele está preso desde o dia 6 de dezembro, suspeito de ter abusado sexualmente da enteada, que tem 11 anos de idade. O pedido para o vereador ser afastado está sob análise da assessoria jurídica da Casa e poderá ser votado ainda nesta semana.

As informações são do vereador Toninho de Souza (PSD), presidente da Comissão de Ética da Câmara de Cuiabá. Segundo ele, Chico 2000 alegou 'interesses particulares'. O pedido de afastamento foi feito à presidência da Casa e, caso seja aceito, deverá ocorrer sem ônus financeiro para o legislativo municipal.
 
Chico 2000 teve a prisão decretada pela Justiça e se entregou às autoridades policiais no dia 6 de dezembro, depois de ter sido procurado tanto em casa quanto na Câmara. O caso é investigado pela Delegacia de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica). O inquérito está sob sigilo.

Nessa segunda-feira (12), a Justiça negou pedido de habeas corpus do vereador, que está preso no Centro de Custódia de Cuiabá. O advogado dele, Hélio Passadore, disse que ainda não decidiu quando e se vai fazer novo pedido de liberdade de Chico 2000.

O suposto abuso da enteada teria ocorrido em outubro, durante uma festa de família. A Polícia Civil investiga ainda denúncia anônima de que Chico 2000 teria cometido o mesmo crime contra outras meninas, disse o delegado Eduardo Botelho, da Deddica. O vereador preso ainda não foi ouvido pela Polícia Civil.

Reunião com vereadores

Quando a denúncia de abuso já era investigada pela Deddica, Chico 2000 se reuniu com os demais vereadores da Câmara. Na ocasião, disse ser inocente, que a enteada sofre de transtornos mentais e que a família da menina por parte de pai não gosta dele e quer prejudicá-lo.

“Ele deixou a gente seguro em relação a essa situação e depois veio a surpresa da prisão dele e com a divulgação, por parte da polícia, que haveria ainda outros casos de abuso”, disse Toninho de Souza.

Ele informou ainda que não há nenhuma representação contra Chico 2000 na Comissão de Ética e que a comissão só pode tomar alguma providência sobre o caso se for provocada pela presidência da Câmara, por algum vereador ou pela sociedade civil.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Telma Cenira Couto da Silva

Eclipse solar parcial em 21 de agosto será visível em parte de Mato Grosso

Um eclipse solar parcial poderá ser observado na tarde do próximo dia 21 de agosto em algumas regiões do Brasil, desde que as condições climáticas estejam favoráveis. Esse eclipse solar será...

 
 
 
 
Sitevip Internet