Notícias / Justiça

01/08/15 às 22:52

Investigação continua: Corregedoria do MP arquiva reclamação de Lula contra procurador

Ele quis desqualificar quem o investiga por tráfico de influência

Diário do Poder

Imprimir Enviar para um amigo
Investigação continua: Corregedoria do MP arquiva reclamação de Lula contra procurador

A corregedoria do conselho nacional do ministério público isentou o procurador que investiga Lula

A Corregedoria Nacional do Ministério Público arquivou uma reclamação de Luiz Inácio Lula da Silva contra o procurador da República no Distrito Federal Valtan Furtado por sua decisão de abrir uma investigação para apurar tráfico de influência internacional envolvendo o ex-presidente.

O Instituto Lula questionava a decisão da Procuradoria do Distrito Federal de abrir um procedimento de investigação formal para apurar se Lula cometeu tráfico de influência internacional junto à construtora Odebrecht. 

Para o corregedor nacional do MP, Alessandro Tramujas Assad, Furtado concluiu "pela inexistência de falta funcional". O corregedor entendeu que o procurador agiu dentro de suas atribuições funcionais e decidiu pelo arquivamento da reclamação. A defesa de Lula poderá recorrer da decisão ao Plenário do Conselho, que é presidido pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Investigações

A Procuradoria da República no Distrito Federal abriu no início de julho um procedimento investigatório criminal (PIC) para investigar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a construtora Odebrecht.

A suspeita é de que a empreiteira teria obtido vantagens com agentes públicos de outros países por meio de influência do petista, que deixou o Palácio do Planalto no fim de 2010. Reportagem do jornal O Globo revelou recentemente que o ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht Alexandrino Alencar acompanhou Lula em uma viagem por Cuba, República Dominicana e Estados Unidos, em janeiro de 2013.

A empresa teria pagado as despesas do voo do ex-presidente, mesmo não sendo uma viagem de trabalho para a empreiteira. No documento do voo, está registrado como "passageiro principal: voo completamente sigiloso." A empreiteira é uma das investigadas na Operação Lava Jato.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Fernando Rizzolo

New Deal no Brasil

Bairro simples da periferia. O cheiro de café ainda estava pela cozinha e transpunha a sala com móveis simples, um sofá velho e uma antiga televisão que tinha em cima dela algumas xícaras, daquelas que têm o...

 

Enquete

Se a eleição para presidente tivesse Jair Bolsonaro e Sérgio Moro como candidatos, em quem você votaria?

 
 
 
Sitevip Internet