Notícias / Negócios

05/12/16 às 15:27

Aprenda a harmonizar queijos e vinhos!

Marina Fernandez

AGUA BOA NEWS

Imprimir Enviar para um amigo
Os amantes do mundo dos vinhos já sabem que para aproveitar o máximo da qualidade dessa bebida, é importante fazer as combinações certas com os pratos e aperitivos adequados.

No ramo gastronômico, essa harmonização é conhecida como enogastronomia, que representa a arte da avaliação das propriedades do vinho para combiná-los adequadamente com os melhores ingredientes da culinária. Tal verificação é essencial para realçar e aproveitar melhor os sabores dos alimentos e da bebida.

Combinação entre queijos e vinhos

A produção de queijos e vinhos caminha de forma conjunta desde antigamente. Os vinhos são as melhores opções de acompanhamento para esse tipo de alimento, e a escolha errada da bebida com certeza impactará na apreciação do sabor do queijo.

A intensidade do queijo varia de acordo com seu envelhecimento. Logo, os queijos frescos geralmente possuem um sabor menos acentuado. A acidez também interfere no paladar, e os queijos envelhecidos são mais ácidos. Caso sejam secos, como é o caso do parmesão, a acidez é ainda maior.

Já no caso dos vinhos, a acentuação do sabor resulta de seu envelhecimento e, também, da fermentação e do vinhedo em que ele foi produzido. Os vinhos brancos são geralmente mais leves, enquanto os tintos são mais fortes.

Como escolher o vinho certo?

A harmonização não é uma tarefa tão simples, mas um critério pode ser considerado na combinação: queijos intensos combinam mais com vinhos intensos. Veja abaixo a combinação de vinhos com cada tipo de queijo!
  • Queijos de textura mole, como minas, brie e ricota, harmonizam melhor com vinhos brancos e secos, como o Sauvignon Blanc, ou com vinhos tintos leves.
  • Os queijos semiduros, como o gouda, combinam com vinhos tintos de médio corpo, como o Chardonnay branco.
  • Queijos azuis, como o gorgonzola, são perfeitos para vinhos doces, como o vinho do Porto, e também com vinhos tintos robustos, como o Barolo.
  • Por último, os queijos duros, como o parmesão e o pecorino, podem ser apreciados com vinhos tintos estruturados e tânicos, como o Cabernet Sauvignon.

Através dessas informações, é possível fazer a escolha certa na hora de comprar os melhores vinhos e equilibrá-los com os sabores e aromas dos queijos. Em bares e restaurantes, não deixe de conversar com o sommelier e pedir indicações, além de tirar todas as suas dúvidas sobre a cartela de vinhos do local.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Rosildo Barcellos

Cromossomos Felizes

DON'T LET ME DOWN Don't let me down, Don't let me down I'm in love for the first time Don't you know it's gonna last It's a love that lasts forever It's a love that has no past NÃO ME...

 
 
 
 
Sitevip Internet