Notícias / Agricultura

25/11/16 às 19:42

Produção de soja livre é alternativa viável e rentável em Mato Grosso

Evento reuniu agricultores, pesquisadores e técnicos para debater o potencial da soja não transgênica em Mato Grosso e no mundo

Assessoria Aprosoja

AGUA BOA NEWS

Imprimir Enviar para um amigo
Produção de soja livre é alternativa viável e rentável em Mato Grosso

Foto: Lucas Ninno

Mato Grosso tem a maior área de soja não transgênica do mundo. Segundo o Instituto Mato-grosssense de Economia Agropecuária (Imea), na safra 2015/16 foram 15% da área total plantada no estado e a meta, para a safra atual, é que seja superior a 10% do total semeado. Para fomentar a cultura de soja livre e aproveitar este nicho de mercado, nesta quinta (24) ocorreu o lançamento do Programa Soja Livre Safra 2016/17.

“Queremos trazer informações para o produtor rural sobre este nicho de mercado, que remunera de maneira diferenciada a soja livre e, por consequência, não o deixa refém de uma única tecnologia ou empresa”, afirma Endrigo Dalcin, presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja).
 
O diretor técnico da associação, Nery Ribas, ressalta que a soja livre “entra muito bem no manejo de plantas daninhas resistentes, pois a alternância de modos de ação dos herbicidas auxilia na eliminação”.

Europa e Japão são consumidores de soja livre e a China começa a aumentar seu interesse por este tipo de produto. “Toda soja usada para consumo humano na China é não transgênica e isso significa um volume alto”, explica o diretor executivo da trading chinesa Hopefull, Lin Tan, que palestrou sobre o mercado internacional da soja livre.

A dificuldade, segundo o diretor, é a exigência do governo chinês para importar a soja livre que choca com a legislação brasileira. “O governo da China requer que a soja convencional seja 100% pura e o Brasil permite um nível mínimo de contaminação com soja transgênica. É preciso uma conversa entre governos para sanar isso”, afirma Lin Tan.

Para Davi Eduardo Depiné, diretor de originação da Caramuru Alimentos, o mercado passou por transformações nos últimos dois anos. “Houve uma interrupção importante quando os alemães se afastaram do mercado de soja convencional, que depois foi retomado a pedido dos consumidores daquele país. Além disso, há uma demanda para a criação de animais. E, na linha contrária, a produção de materiais convencionais foi diminuindo”, explica.

Os grandes produtores de soja do mundo, Estados Unidos e Argentina, não produzem soja convencional. “As tradings estão vindo buscar no Brasil este tipo de soja e, por fim, chegam a Mato Grosso, que é o estado destaque na produção de soja livre”, afirma Depiné.

A soja não transgênica também tem alta tecnologia, como resistência a nematoides e doenças, explica Alexandre Cattelan, chefe de Transferência de Tecnologia da Embrapa Soja. “É importante frisar que a soja convencional não tem menor potencial produtivo que a soja transgênica. O problema é que muitas empresas deixaram de produzir variedades convencionais, o que dificulta para o agricultor. Porém, a Embrapa continua pesquisando e colocando no mercado todos os anos novas variedades com ainda mais tecnologia”, afirma Cattelan.

Parceiros – O Programa Soja Livre foi criado pela Aprosoja e Embrapa e conta com a parceria da Cooperativa de Desenvolvimento Agrícola (Coodeagri), Caramuru, Incopa, BS&A, Amaggi, SoloCampo Representações.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Pedro Cardoso da Costa

Polícia Federal, o bem do Brasil é

Nem mesmo o mais ingênuo policial federal tem dúvidas de que 99% dos políticos gostariam de ver um freio na força que a instituição conseguiu no Brasil ao passar dos anos. São operações...

 
 
 
 
Sitevip Internet