Notícias / Notícias Gerais

17/07/15 às 21:27 / Atualizada: 20/07/15 às 00:18

Morre em Sorriso o trabalhador que teve os pés decepados por colheitadeira; vítima havia residido em Serra Dourada (Canarana)

Clodoeste Kassu

Água Boa News

Imprimir Enviar para um amigo
O trabalhador rural Geraldo Idemar Janissek, de 54 anos, que ficou gravemente ferido na manhã de terça-feira (14), após sofrer um acidente de trabalho com uma colheitadeira a 60 quilômetros do município de Nova Ubiratã, morreu nesta sexta-feira no Hospital Regional de Sorriso para onde havia sido levado logo após o acidente devido à gravidade dos ferimentos que se complicou ainda mais devido a problemas de diabete.

As informações apuradas dão conta de que a vítima realizava a colheita de milho quando ao tentar efetuar uma limpeza na máquina, acabou enroscando na corrente que recolhe os grãos, tendo os dois pés decepados.

Como estava sozinho na lavoura, a vítima fez um torniquete na perna, com a própria camisa e dirigiu a máquina até à sede da fazenda. Em seguida ele foi socorrido e conduzido ao Pronto Atendimento da Nova Ubiratã.

A equipe que realizou os primeiros atendimentos havia informado que a vítima teve as pernas esmagadas e a reimplantação dos membros seria quase impossível.

Por Kassu:  lamentamos a morte do amigo Geraldo
Geraldo e família residiam no distrito de Serra Dourada município de Canarana e em 1996 quando mudaram para a região de Sorriso eu que transportei a sua mudança. Homem humilde e excelente profissional. Foi uma grande perda. A família nossas condolências.

Mais detalhes como aconteceu o acidente com informações do site www.ubirata24horas.com.br

O  acidente de trabalho foi registrado na manhã desta terça-feira (14) na Fazenda São Judas Tadeu, á 60 km do município de Nova Ubiratã, deixou um operador de máquinas de 54 anos gravemente ferido.
 
Segundo informações repassadas por colegas de trabalho, o acidente ocorreu enquanto a vitima, identificada como Geraldo Idemar Janissek,  que realizava a colheita de milho, tentou efetuar a limpeza da plataforma da máquina, momento em que acabou se enroscando na corrente que faz o recolhimento de grãos.
 
O trabalhador teria conseguido se segurar na lateral da máquina, mas teve os dois pés decepados na altura do fêmur.
 
Mesmo ferido o operador conseguiu fazer um torniquete com a própria camiseta e estancar o sangramento,  em seguida Geraldo ainda conseguiu subir na máquina e desligar o equipamento.
 
Como estava sozinho na lavoura, a vitima teve que dirigir um trator por cerca de 04 quilômetros até chegar a sede da fazenda onde foi socorrido e encaminhado ao Pronto Atendimento de Nova Ubiratã.
 
De acordo com o secretário adjunto de saúde, Silvio Stolfo, devido a gravidade dos ferimentos o paciente foi encaminhado com urgência para o Hospital Regional de Sorriso.
 
“Apesar da gravidade dos ferimentos ele estava consciente e conversando com a equipe médica, que agiu rápido e com a ajuda da nossa viatura de atendimento avançado ele foi encaminhado com urgência para o Hospital Regional de Sorriso”, afirmou o profissional que ainda afirmou ser difícil a reimplantação dos membros.
 
“Um dos trabalhadores retornou a fazenda e recolheu os pés da vitima que ainda estavam na lavoura, porém devido o trauma sofrido, acredito que não exista a possibilidade de uma cirurgia de reimplantação, as pernas dele foram literalmente esmagadas pela máquina”, lamentou.

 
Imprimir Enviar para um amigo

comentar1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por Meu irmão, em 20/07/15 às 10:13

    Ele agora foi morar com o nosso pai. Ta tão dificil ficar sem você meu mano.

 
 

veja maisArtigos

Dr. Rosário Casalenuovo Júnior

Queimada e tempo seco não são os agentes principais das doenças respiratórias

As clínicas de otorrinolaringologista e pneumologia ficam cheias nesta época do ano. Crianças e idosos sofrem para dormir, principalmente devido à baixa resistência do organismo, fato que provoca com facilidade...

 
 
 
 
Sitevip Internet