Notícias / Notícias Gerais

17/07/15 às 18:38 / Atualizada: 17/07/15 às 18:43

Ascensão da classe C segue como boa aposta para driblar a crise

Aileen Rosik

Água Boa News

Imprimir Enviar para um amigo
Apesar do momento de pessimismo com a economia atual, a expectativa é que até 2020 classe C seja diretamente responsável por um crescimento econômico de 40%, conforme pesquisa realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviço e Turismo, em 2012. O estudo “A evolução da classe média e seu impacto no varejo” considerou as famílias que têm renda familiar entre 1,4 mil e 7 mil reais, segundo critérios do IBGE.
 
A entidade apontou que o crescimento do poder de compra da classe C, que atualmente representa aproximadamente 54% da população, será o grande responsável por essa mudança. Com isso, outros setores da economia também crescem e ajudam o país a evitar crises.
 
História de sucesso
Fundada em 2009, a agência online de viagens ViajaNet percebeu que a ascensão da classe média era definitiva e que esse grupo iria querer condições especiais para realizar o sonho de viajar. Pensando nisso, a agência desde então foca toda a sua comunicação para atrair, principalmente, esse grupo que quer gastar dinheiro com lazer, desde que tenha condições especiais de pagamento e descontos.
 
De acordo com reportagem publicada no Exame.com, a Viajanet faturou em 2012 cerca de 40 milhões de reais, apenas com a classe C e D. Uma das grandes estratégias pensadas pela agência foi criar um sistema que identifica quem quis fazer a compra, mas teve o pedido recusado pela operadora de cartão de crédito. Nesse caso, o consumidor interessado recebe uma proposta para que possa pagar no boleto ou depositar em uma conta.
 
O investimento consolidou a agência em um nicho no qual cativou seu público-alvo e mantém a sua linha de crescimento. A agência passou a se posicionar como parceira de quem procura economizar na passagem aérea e inclusive investiu em ferramentas exclusivas para ajudar na escolha dos voos com os melhores preços: o Econômetro, que mostra os descontos referentes à passagem pesquisada com base no valor médio do trecho escolhido nos últimos 90 dias; e ainda o Quando Viajar, que apresenta as melhores datas para embarcar em um período de 6 meses, conforme a escolha de origem e destino de cada pesquisa.
 
“A estagnação da economia brecou o crescimento do mercado. No entanto, empresas maduras e consolidadas sobreviveram e conquistaram a preferência do consumidor”, comemora Alex Todres, sócio-fundador da ViajaNet, que fechou o ano passado com média de mais de 20 milhões de visitas mensais no site e um índice de satisfação do consumidor de 70%, conforme pesquisa realizada entre usuários da agência.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Dr. Rosário Casalenuovo Júnior

Queimada e tempo seco não são os agentes principais das doenças respiratórias

As clínicas de otorrinolaringologista e pneumologia ficam cheias nesta época do ano. Crianças e idosos sofrem para dormir, principalmente devido à baixa resistência do organismo, fato que provoca com facilidade...

 
 
 
 
Sitevip Internet