Notícias / Governo de MT

17/07/15 às 14:17

INTERIORIZAÇÃO: Fortalecimento da gestão ambiental terá investimento de R$ 10,2 milhões

Ao todo 40 municípios serão beneficiados no processo de descentralização e desconcentração

ROSE DOMINGUES Assessoria/ Sema-MT

Imprimir Enviar para um amigo
O processo de interiorização dos serviços da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) contará com R$ 10,2 milhões, em recursos do Fundo Amazônia, para fortalecimento da gestão ambiental em 40 municípios. Do total, 23 prefeituras receberão um “kit descentralização”, com material de apoio, veículo e equipamentos de informática, e 17 vão ganhar a construção das sedes de secretarias municipais de Meio Ambiente – totalizando R$ 4 milhões em investimentos.

Para fortalecer a Sema no interior, também serão aplicados cerca de R$ 6,2 milhões para a construção de quatro unidades (Guarantã do Norte, Tangará da Serra, Vila Rica e Juara) e reforma de outras duas (Alta Floresta e Sinop), beneficiando seis das 11 unidades da secretaria no interior. A unidade de Juara, por exemplo, terá 200 m², contará com novo mobiliário e equipamentos como GPS, computadores, máquina fotográfica, dois veículos e barco com motor, com investimento de R$ 500 mil.

Estão previstos para este ano a elaboração dos projetos executivos e a licitação das obras. Os municípios que integram o Consórcio Médio Araguaia já foram capacitados para colocar em prática o planejamento. A proposta é realizar outras capacitações até dezembro para atender a Lei Complementar nº 140/2011, do governo federal, que prevê que as cidades assumam serviços de licenciamento ambiental, monitoramento e procedimentos de baixo impacto e/ou de impacto local.

Para a secretária de Estado de Meio Ambiente, Ana Luiza Peterlini, a proposta principal é estreitar vínculo com os municípios e facilitar a vida dos cidadãos mato-grossenses. A descentralização é uma das metas da secretaria, porque assim os serviços de licenciamento e fiscalização ficam mais perto do cidadão, tornando-se mais ágeis, transparentes e eficientes. Além disso, essa mudança também desafoga o órgão ambiental de Cuiabá. “Este novo modelo de gestão precisa contar com a mudança de postura do cidadão, que deve ser mais atuante e ‘fiscal’ do modelo sustentável de desenvolvimento na sua região.”

Fundo Amazônia - Mato Grosso contará com R$ 35 milhões de investimentos do Fundo Amazônia para a execução de 17 projetos, que envolvem a consolidação de nove unidades de conservação; fortalecimento da fiscalização e do licenciamento ambiental, com informatização dos procedimentos; e apoio às ações de desconcentração e descentralização da gestão ambiental. Esses projetos serão executados pela Sema entre 2015 e 2017.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Dr. Rosário Casalenuovo Júnior

Queimada e tempo seco não são os agentes principais das doenças respiratórias

As clínicas de otorrinolaringologista e pneumologia ficam cheias nesta época do ano. Crianças e idosos sofrem para dormir, principalmente devido à baixa resistência do organismo, fato que provoca com facilidade...

 
 
 
 
Sitevip Internet