Notícias / Justiça

16/07/15 às 09:58

Penas aplicadas ao casal que matou próprio filho em Cuiabá somam 32 anos

CLÊNIA GORETH

Imprimir Enviar para um amigo
Após um ano e seis meses da ocorrência do crime, o casal denunciado pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso por matar o próprio filho de apenas dois meses de vida, em um bairro de Cuiabá, foi levado a Júri Popular. Os jurados rejeitaram as teses apresentadas pelas defesas e condenaram o pai, André Luís Pinto de Souza, a 19 anos e seis meses de reclusão, e a mãe, Tainara Cardoso de Araújo, a 12 anos e seis meses de reclusão.

De acordo com o promotor de Justiça que atuou no júri, Vinícius Gahyva Martins, o réu André Luís Pinto de Souza foi condenado por homicídio doloso, com a qualificadora do motivo torpe. Já a denunciada Tainara Cardoso de Araújo foi condenada por homicídio doloso. “Os jurados acolheram a sustentação em defesa da vida da criança e da sociedade, defendida pelo Ministério Público contra os réus, afastando por 4 x 3 a incidência da qualificadora do motivo torpe com relação à mãe da vítima. Os dois estão presos desde a época em que o crime foi cometido”, explicou o promotor de Justiça.

Segundo a acusação apresentada em plenário, o crime ocorreu no dia 03 de janeiro de 2014, por volta das 23h, em uma residência localizada no bairro Ribeirão do Lipa. O pai, que estava com o bebê no colo, em meio a uma discussão, o arremessou contra um colchão que se encontrava no chão da casa após a mãe ter-lhe desferido um tapa no pescoço.

“Mesmo com evidentes sinais de que a criança não passava bem após a queda, como choros, febre, ausência de apetite e lesão na cabeça, os acusados, receosos de represálias legais, especialmente porque a criança apresentava sinais de mordida pelo corpo, em comum acordo decidiram não a levar para o hospital”, descreveu o MPE, em parte da denúncia.

Conforme o MPE, somente na madrugada do terceiro dia após a arremesso da criança, os acusados buscaram ajuda na casa de uma pastor da igreja que frequentavam. O socorro, no entanto, veio tarde demais, pois a vítima já estava sem vida devido a traumatismo crânio encefálico provocado pela queda sofrida.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Dr. Rosário Casalenuovo Júnior

A arte é única e o artesanato é repetição

Deus seria um artista ou um artesão? Qual composição musical pode ser chamada de artesanato ou arte? Qual trabalho em geral deve ser denominada arte e qual artesanato?   Como está a arte no Brasil? Num país...

 

Enquete

Se a eleição para presidente tivesse Jair Bolsonaro e Sérgio Moro como candidatos, em quem você votaria?

 
 
 
Sitevip Internet