Notícias / Política

18/03/16 às 22:31 / Atualizada: 18/03/16 às 22:40

De vermelho, manifestantes protestam em favor de Lula e Dilma

Fernanda Leite, repórter do Gazeta Digital

Edição para Agua Boa News, Clodoeste Kassu

Imprimir Enviar para um amigo
De vermelho, manifestantes protestam em favor de Lula e Dilma

Foto: A Gazeta

Contrários ao impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), diversas pessoas ligadas a entidades participaram de um protesto na Praça Alencastro, em frente a Prefeitura de Cuiabá, na tarde dessa sexta-feira (18). Assim como na Capital mato-grossense , vários cantos do país houve manifesto. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nomeado para chefia da Casa Civil participou e discursou na avenida Paulista.
 
O presidente da CUT/MT, João Dourado, avalia que a pesar da crise econômica e de algumas propostas desfavoráveis aos trabalhadores não se pode haver rompimento de um governo democraticamente eleito pelo povo. "Estamos em defesa da democracia, não se pode haver essa execração midiática contra o Lula ou Dilma. A presidente representa um projeto. Temos as nossas criticas ao governo, como aumento de taxas de juros, reajuste fiscal e quanto a política econômica, esperamos que essas mudanças ocorram", comentou.
 
Quanto a divulgação das escutas telefônicas, Dourado cita que alguns juristas alegam que a gravação envolvendo Dilma foram ilegais. "Colocaram a segurança nacional em risco".
 
O presidente da CUT comentou sobre o uso da cor vermelha nos protestos. " Eles estão usando camisa do Brasil, mas querem vender o Brasil para o capital estrangeiro. Usamos a bandeira do Brasil e temos espírito nacionalista. Se vermelho fosse problema, quantas pessoas teria problema com seu sangue", justificou.
 
O vereador Allan Kardec alega que o motivo para cassar o mandato de Dilma Rousseff, é inválido, uma vez que os seus antecessores cometeram as chamadas 'pedaladas fiscais'. Ele aproveitou para cobrar a grande mídia, quanto a cobertura da manifestação de hoje. "A avenida Paulista está lotada, e nao vejo uma cobertura do mesmo tamanho quanto aquelas que são contra o governo", criticou.

O vereador aproveitou para avaliar os comentários do governador Pedro Taques (PSDB) que vem chamando a população para participar dos manifestos contra o PT.

 
"Estou impressionado com este tipo de manifestação. O Taques pode se manifestar, mas ele tem que se lembrar que o partido que o elegeu é de esquerda e da base da presidente. Não tem coerência, a prática com o discurso", comentou o vereador por Cuiabá.
 
O ex-vereador do PT, Lúdio Cabral também compareceu no manifesto e avalia que a saída para o país, é a reforma política. "Os modelos de campanha gera distorção. Os grandes latifundiários, por exemplo, tem mais de 200 congressistas , enquanto o MST tem 6 ou 7 deputados. O modelo de financiamento de campanha gera corrupção. Então, tem gente se aproveitando da crise econômica para criar o caos no país", disse Lúdio, questionando a divulgação dos grampos telefônicos por uma grande emissora de TV do país.
O deputado federal, Ságua Moraes, também participou o protesto, e avalia que Lula ainda não é denunciado e não responde a nem um processo na justiça. "O presidente Lula é uma pessoa que tem todas qualificação para ajudar o Brasil a sair da crise. Ele é a pessoa que em 8 anos fez muito pelo país", falou o deputado que é vice-líder do PT na Câmara, aproveitou para criticar o governador de Mato Grosso, quanto aos comentários postados por meio de vídeos em sua rede social. "Qualquer governante, melhor ou pior , ele tem que ter o mínimo de respeito, quando você cria uma situação como esta, fica muito ruim. Mas faz parte da democracia", pontuou.
 
O protesto em favor do PT foi organizado pela Frente Brasil Popular de Mato Grosso que engloba mais de 29 entidades.
 
A Secretaria de Estado de Segurança Pública disponibilizou cerca de 300 policiais para acompanhar o protesto. Nenhuma ocorrência foi registrada. 
 
 
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Fernando Rizzolo

A Exclusão e o Pancadão

Uns anos atrás, escrevi um artigo sobre a repressão praticada pelos seguranças dentro dos shoppings centers em São Paulo, uma vez que não permitiam que grupos de jovens da periferia, que marcavam encontros chamados...

 
 
 
 
Sitevip Internet