Notícias / Agricultura

02/02/16 às 18:40 / Atualizada: 02/02/16 às 18:56

Famato avalia custeio antecipado como oportunidade de negócio para aquisição de insumos

Assessoria

Edição: Agua Boa News, Clodoeste Kassu

Imprimir Enviar para um amigo
O Banco do Brasil disponibiliza R$ 10 bilhões desde o dia 1º de fevereiro deste ano para o custeio antecipado da safra 2015/2017. A medida faz parte da estratégia de garantir aos produtores a possibilidade de obter melhores preços na aquisição dos insumos necessários para a implantação das lavouras, permitindo maior rentabilidade para as atividades agropecuárias de todo o país. O anúncio foi feito hoje (02/02) na sede da Superintendência de Negócios Varejo e Governo de Mato Grosso, em Cuiabá.
 
De acordo com o gerente de negócios, José Rui, a disponibilização desses recursos deve-se a campanhas de captações próprias da poupança rural e dos depósitos à vista.  Além disso, a disponibilidade desses recursos resulta de uma combinação de fatores relacionados principalmente à elevação da exigibilidade da poupança rural de 72% para 74% na safra 2015/2016.
 
José Rui explicou ainda que os recursos estão disponíveis aos médios produtores enquadrados no Programa Nacional de Apoio aos Médios Produtores (Pronamp), com taxas de 7,75%, até o teto de R$ 710 mil. E os demais produtores podem acessar o crédito com encargo de 8,75% até o teto de R$ 1,2 milhões por CPF. 
 
O superintendente em exercício Alexandre Pinto de Godoy chamou a atenção para eventuais necessidades que extrapolem os limites com recursos controlados. Estará disponível linha de crédito para custeio agrícola com recursos livres, cujas taxas podem variar dependendo de vários fatores, por isso os produtores devem consultar suas agências para a devida verificação. “Esperamos viabilizar melhores condições de custos aos produtores, ampliando o rendimento em toda a cadeia produtiva”, anunciou Godoy.
 
“Qualquer recurso disponível ajuda o produtor rural. As taxas de juros não estão elevadas, são taxas possíveis de se trabalhar. Acredito que o produtor vai gostar desta disponibilidade, pois ano passado não houve essa oportunidade, então esse ano poderá ser mais rentável ao produtor. Se faz necessário e certamente terá contratação de recurso aqui em Mato Grosso”, avaliou o gestor do Núcleo Técnico da Famato Guto Zanata.
 
De acordo com Zanata no ano anterior o produtor teve um custo elevado basicamente pelo atraso da disponibilização desses recursos. “Ele teve que comprar os insumos na véspera do plantio e isso acabou elevando os custos. Infelizmente “casou” com um ano com problemas climáticos, custo elevado e uma condição cambial instável”, acrescentou.
 
Na avaliação do gestor, tendo essa opção, o produtor poder negociar seus insumos de forma antecipada, pois haverá redução de preços e esse é o grande ponto positivo desse pré-custeio anunciado pelo Banco do Brasil.
 
Zanata disse que a Famato vai orientar os produtores rurais por meio de encontros, informativos técnicos e atendimento pelo Núcleo Técnico para tirar dúvidas de como proceder e quais os resultados que podem ser alcançados com essa nova formulação de custeio antecipado.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Ronivaldo Lemos

Médico todo dia

Muito cedo eu tomei a decisão de ser médico. Estudei muito para entrar na Universidade Federal de Mato Grosso e me esforcei igualmente para me formar. Ali, nos corredores do Hospital Universitário, eu reafirmava todos os dias a...

 
 
 
 
Sitevip Internet