Notícias / Educação

30/01/16 às 12:02

Pesar - Unemat chora a morte do professor Maldonado, o primeiro reitor da Instituição

Lygia Lima – Assessoria da Unemat

Edição: Agua Boa News, Clodoeste Kassu

Imprimir Enviar para um amigo
A Universidade do Estado de Mato Grosso lamenta a morte do professor Carlos Reye Maldonado, 54 anos ocorrida neste sábado em Cuiabá, às vésperas de completar 55 anos na próxima quinta-feira (04). Ele foi vitima de complicações de saúde e deixa mulher e três filhos.

Formado em Direito pela USP, Maldonado atuava há quase 30 anos na Unemat como professor de Ciências Sociais, junto ao curso de Direito no Campus de Cáceres.

O professor Carlos Maldonado tem seu nome marcado na história da Unemat, pois era o diretor da Fundação Centro de Ensino Superior de Cáceres (FCESC) no período de 1989 a 1993, momento em que a Instituição amplia sua atuação para outros municípios de Mato Grosso além de Cáceres. Ele também foi o responsável por formular e implantar o projeto de criação da Universidade do Estado de Mato Grosso, sendo seu primeiro reitor.

Ele ingressou na Instituição em 1986 como professor contratado, em seguida assumiu a função de coordenador da Instituição e após a criação da Unemat assume a função de reitor nomeado, sendo eleito em seguida para ocu na função de reitor foi nomeado para comandar a Instituição em 1994 e ficou na função até 1996 quando renunciou para assumir a função de secretário de Educação de Mato Grosso, função que exerceu entre os anos de 1996 e 1997.  Também foi secretário de Educação de Cuiabá entre os anos de 2000 a 2004, e exerceu a função de coordenador regional da Unesco em Mato Grosso e coordenador da Consulta da Carta da Terra no Brasil.

A reitora da Unemat, professor Ana Di Renzo, decretou luto oficial e disse lamentar profundamente a perda. “A Unemat chora a morte do seu idealizador, mas a lembrança de que acreditar na utopia é condição para a mudança acontecer ficará para sempre no coração daqueles que com ele aprenderam a compreender o mundo. Maldonado tem seu nome impresso profundamente na história da nossa universidade”, disse a reitora. O campus Jane Vanini, onde o professor atuava também decretou luto oficial.

O corpo será velado na Câmara Municipal de Cáceres.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Estrada Iluminada - Não temos para onde fugir

            Neste momento de dificuldade que estamos todos passando e que o maior atingido na insegurança é o rico, pois que este além de sentir o pavor eminente da tristeza...

 
 
 
 
Sitevip Internet