Notícias / Educação

25/01/16 às 21:36 / Atualizada: 25/01/16 às 22:33

Pesquisas com baru levam professor de Barra a disputar prêmio mundial. Assista vídeo:

Ronaldo Couto - Araguaia Notícia

Edição: Água Boa News, Clodoeste Kassu

Imprimir Enviar para um amigo
Pesquisas com baru levam professor de Barra a disputar prêmio mundial. Assista vídeo:

Foto: Tv Centro América

Uma pesquisa desenvolvida com alunos dos ensinos médio e superior utilizando o baru, uma castanha muito comum em Mato Grosso, levou o professor da UFMT de Barra do Garças Márcio Andrade Batista a ser indicado ao prêmio “Global Teacher Prize”, considerado o Prêmio Nobel da Educação. Na sexta-feira (22/01) ele foi homenageado no campus de Cuiabá pelos companheiros da UFMT e concedeu uma entrevista para Tv Centro América.

Na entrevista ele explica um pouco sobre a pesquisa. Márcio é o único brasileiro até hoje indicado para este prêmio e está entre os cinquenta finalistas de 148 países concorrentes. E foi a curiosidade com o baru que resultou nesse trabalho finalista do brasileiro que agora concorre a um prêmio de 1 milhão de dólares.

Primeiro em utilizar a amêndoa do baru no projeto com a aluna Bianca (Ensino Médio), inclusive premiada no Jovem Cientista cujo certificado recebeu das mãos da presidente Dilma Rousseff pela pesquisa de uma farinha com aplicação da amêndoa de baru para enriquecer a alimentação de atletas de alta desempenho. E com a casca do baru, outra pesquisa desenvolveu um piso que é muito resistente com a participação de um aluno do ensino superior.

Márcio é mestre em Engenharia Química e está terminando seu doutorado na Universidade Federal de Uberlândia e se mudou para Barra em 2010 onde ministra aula no campus do Araguaia.

“A universidade é importante para desenvolver pesquisas que vão melhorar a vida das pessoas e sua inserção na sociedade é primordial e sua contribuição se dá com vários fatores”, ressaltou o professor.

O professor ainda citou a pesquisa que desenvolve na escola Maria de Lourdes mantida com recursos públicos com duas alunas que desenvolveram um pãozinho enriquecido com castanha de baru e um sorvete do soro de queijo.

Acompanhe no link a entrevista na íntegra do professor Márcio a Tv Centro América: http://g1.globo.com/mato-grosso/bom-dia-mt/videos/t/edicoes/v/professor-de-mt-concorre-a-premiacao-que-equivale-ao-nobel-de-educacao/4755924/

Matéria relacionada:

Professor da UFMT do campus de Barra do Garças é o primeiro Brasileiro indicado ao prêmio Nobel da Educação

 
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Estrada Iluminada - 'Destino da Terra e causas das misérias humanas'

“Admira-se de encontrar sobre a Terra tanta maldade e más paixões, tantas misérias e enfermidades de toda a sorte, concluindo-se quão deplorável é a espécie...

 
 
 
 
Sitevip Internet