Notícias / Meio Ambiente

10/07/15 às 15:38

PERÍODO PROIBITIVO: Construção e manutenção de aceiros são medidas preventivas contra incêndios

Assessoria Famato

Imprimir Enviar para um amigo
A partir do dia 15 de julho até o dia 15 de setembro as queimadas estão proibidas em Mato Grosso. A restrição é determinada pelo governo do Estado e tem o objetivo de evitar incêndios de grandes proporções na zona rural. Entretanto, devido ao forte calor e à baixa umidade relativa do ar, predominantes neste período, é necessário que os produtores rurais adotem medidas preventivas para que, em caso de incidentes, o fogo não se alastre pela propriedade.
 
Dentre as medidas de prevenção, a Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) destaca a construção e manutenção de aceiros que são uma faixa livre de vegetação, onde o solo fica descoberto. Os aceiros podem ser naturais ou construídos. Cabe ao produtor fazer a manutenção anual dos aceiros naturais que podem ser estradas ou cursos d’água. Há também os que são artificiais, principalmente nas proximidades de reservas legais e de áreas de pastagem.
 
Na fazenda Piraguaçu, em Porto Alegre do Norte, a manutenção dos aceiros já existentes e a construção dos novos começou há quinze dias. O gerente de Lavoura da propriedade, Marcos Rogério de Oliveira, conta que essa técnica é adotada há muitos anos. “Nossa propriedade é grande e faz divisa com rios. Adotamos a técnica justamente para evitar que o fogo vindo de fora não nos atinja. Todos os anos abrimos uma faixa com cerca de 60 metros de largura ao redor de toda a propriedade”, diz Oliveira.
 
A analista de Meio Ambiente da Famato, Lucélia Avi, explica que a largura das faixas depende do tipo de material combustível, da localização em relação à configuração do terreno e das condições meteorológicas esperadas na época de ocorrência de incêndios. Ela lembra a importância da manutenção dos aceiros. "Os aceiros só são eficientes quando existe uma manutenção. Eles devem ficar limpos e trafegáveis principalmente durante a área de maior perigo de incêndios", destaca.
 
Para conhecer outras medidas preventivas, acesse o informativo técnico sobre o assunto em: http://sistemafamato.org.br/portal/famato/informativo_completo.php?id=271.
 
Queimada x Incêndio – A queimada é uma prática agrossilvipastoril antiga que utiliza fogo de forma controlada para viabilizar a agricultura ou renovar as pastagens, sendo uma técnica utilizada pelos índios, quilombolas e na agricultura familiar e empresarial. Em Mato Grosso ela é autorizada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema). Somente neste período, de 15 de julho a 15 de setembro, ela é proibida para evitar os incêndios florestais. Quando a queimada foge de controle e incide sobre qualquer forma de vegetação de uma propriedade é considerado incêndio. Existem muitos casos em que o incêndio surge por causas naturais, como raios, ou pelo lançamento de fósforos e bitucas de cigarros acesas.
 
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Nilton Moreira

Estrada Iluminada - Superiores e inferiores

A autoridade é uma delegação de que terá de prestar contas àquele que se ache dela investido. Não julgueis que lhe seja ela conferida para lhe proporcionar o vão prazer de mandar, nem, conforme o...

 
 
 
 
Sitevip Internet