Notícias / Populares

12/12/15 às 22:28

Lorena Ly diz que cumpriu sua missão no "The Voice" e já colhe os frutos do programa

Rayane Alves

Hipernotícias

Imprimir Enviar para um amigo
Após deixar a concorrência do reality show musical 'The Voice Brasil', da Rede Globo, a cantora cuiabana Lorena Ly falou ao HiperNotícias que cumpriu sua missão de levar a música brasileira ao palco global, enquanto vivia o que ela classificou como "a maior experiência" dos seus oito anos de carreira. 
 
Apesar de ser a música que levou a sua eliminação na noite de quinta-feira (10), Ly diz que 'Encontros e Despedidas', composta por Milton Nascimento, foi sua melhor apresentação durante toda competição.
 
"Eu acredito na Música Popular Brasileira, então não acho que foi uma escolha ruim. Creio que as pessoas que curtem o meu trabalho gostaram da apresentação. Por isso, eu não deveria deixar de cantá-la, porque passei muita emoção. E, na minha avaliação, a música tem uma coisa muito maior do que ganhar um reality show. Quinta-feira dei o meu melhor e sinto que cumpri minha missão de levar a música brasileira para os brasileiros", avaliou. 
 
Lorena Ly fazia parte do time da cantora de axé Cláudia Leite, e disputou as últimas vagas para a semifinal com Brícia Helen e Nikki. O público esolheu Brícia e a técnica ficou com Nikki.
 
Lorena chegou ao palco do 'The Voice' afinadíssima, impressionando o país e cativando os júris com a música 'Deixa eu Dizer', de Ivan Lins e Ronaldo Monteiro de Souza. Isso chegou a causar uma certa disputa sobre quem seria o futuro tutor de Ly.
 
Ela conseguiu ser bastante elogiada na última apresentação por Cláudia leite e Lulu Santos, mas não foi desta vez que uma mato-grossense conseguiu vencer o programa. "Posso dizer que foi a melhor experiência da minha vida. Acredito que minha apresentação foi uma das melhores da noite e fiquei feliz com o resultado no meio da música", falou. 
 
Das experiências que traz consigo após a vivência com os maiores nomes da música brasileira, Lorena destacou que aprendeu a se controlar emocionalmente porque os participantes devem cantar ao vivo frente a uma grande plateia. Além disso, mencionou que as palavras da técnica vocal Cláudia Leite vão ficar para sempre na memória dela. 
 
"As palavras de que a 'MPB precisa de uma voz como a de Lorena Ly' foram emocionantes e vão ficar marcadas para sempre na minha mente. Não só isso, mas o Lulu Santos também me elogiou bastante, e ouvindo isso de grandes nomes da música eu me sinto honrada", frisou. 
 
Não só no que foi elogiada, Lorena afirmou que vai lembrar dos fortes laços de amizade que conquistou dentro do programa, especialmente com Ayrton Montarroyos e Nikki, e ainda torce para que um deles saia vitorioso do reality
 
Já colhendo os frutos do programa, Lorena Ly adiantou que tem uma reunião marcada com alguns produtores musicais no Rio de Janeiro para este sábado (12). "Pode-se dizer que tenho novidades chegando por aí, mas, por enquanto, não posso adiantar nada", concluiu. 
 
Imagem da Internet
Lorena Ly
 
CARREIRA
Nascida em Juscimeira e cuiabana de coração, Lorena conta que a formação musical veio do pai e do avô, seresteiro em sua cidade natal. “Ele tinha violão e sempre cantava em casa. Eu pegava a barca e entrava na música. Aos 13 anos eu comecei a cantar na igreja e aos 17 eu aprendi a ligar o carro do meu pai para não acabar a bateria. Aí escutava um CD do Djavan, porque não tinha som em casa. Depois disso, eu disparei a participar de festivais”, falou.
 
Lorena já ganhou um festival de música de Campo Verde (139 km de Cuiabá). A competição foi na categoria MPB e o vencedor tinha o direito a R$ 3 mil em dinheiro mais o troféu. Sobre o repertório, Lorena comenta que a Música Popular Brasileira sempre fez parte de sua vida, desde quando começou a escutar músicas. Já o samba ela só conheceu com pesquisas aprofundadas, no já distante ano de 2007. Foi paixão à primeira vista.
 
“Meu ídolo na música continua sendo até hoje a cantora Elis Regina. Apesar de já falecida, todas as vezes que eu vejo um vídeo dela procuro sempre aprender alguma coisa e acabo trazendo para o meu repertório. Não parecido, mas sim de uma forma que as pessoas também possam gostar”, falou.
 
Além de Elis Regina, a cantora também se inspira nos compositores Chico Buarque, Leny Andrade, Maria Rita e Milton Nascimento. Contudo, ainda não tem um trabalho autoral lançado, embora já esteja editando, em fase final, ainda sem data prevista para lançamento.

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
 
Sitevip Internet