Notícias / Agronegócios

11/12/15 às 09:40

Brasil ultrapassa China e se torna 2º produtor de frango

Notícias Agrícolas via Só Notícias

Imprimir Enviar para um amigo
A produção brasileira de carne de frango deverá chegar a 13,136 milhões de toneladas em 2015, volume 3,5% superior ao obtido pelo setor no ano passado, com 12,691 milhões de toneladas.  Com isto, o Brasil assume o segundo lugar no ranking dos maiores produtores de carne de frango, superando a China – que tem produção prevista de 13,09, conforme o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).

Em alta, consumo per capita deverá crescer 1,05%, atingindo 43 quilos per capita no ano.

Para 2016, o setor prevê um crescimento de 3% a 5% na produção.  “Isto, diante da possibilidade de abertura de novos mercados para o frango brasileiros, além do impacto natural gerado pelo crescimento vegetativo da população e a esperada reversão da situação econômica do Brasil”, destaca Francisco Turra, presidente-executivo da ABPA. 

Exportações
Neste ano, as exportações brasileiras de carne de frango deverão alcançar 4,260 milhões de toneladas, volume 4% superior ao obtido em 2014, com 4,1 milhões de toneladas. Em receita, o saldo previsto em Reais é de R$ 23,7 bilhões, uma elevação de 25% na comparação com o ano anterior.  Já em Dólares, é esperada uma retração de 11%, totalizando US$ 7,1 bilhões.

Em novembro, as exportações brasileiras de carne de frango (considerando todos os produtos, entre frango inteiro, cortes, salgados, processados e embutidos) atingiram 389,1 mil toneladas em novembro, número 15,2% superior em relação ao mesmo mês do ano passado.  O saldo é o terceiro maior desempenho já registrado na história dos embarques mensais de carne de frango do Brasil. Na receita em reais, houve elevação de 33,8%, com R$ 2,297 bilhões. No saldo em dólares, houve retração de 9,7%, chegando a US$ 608,3 milhões.

Com este desempenho, as exportações brasileiras de carne de frango incrementaram a alta acumulada do ano (janeiro-novembro) para 4,1%, totalizando 3,9 milhões de toneladas embarcadas. O saldo também é positivo na receita em reais, com 25,4% de crescimento na comparação com os onze primeiros meses de 2014, chegando a R$ 21,617 bilhões.  Já resultado cambial é 11,4% menor, com US$ 6,569 bilhões.

“Neste ano, além da abertura dos mercados da Malásia e Myamnar, o setor avícola foi favorecido pela habilitação de mais duas plantas para a China (totalizando 30 plantas habilitadas), além de 16 novas unidades exportadoras para o México, que agora conta com 20 plantas habilitadas”, indica Turra.

Para 2016, o setor prevê um crescimento entre 3% e 5% nos volumes embarcados.  “Temos boas expectativas quanto a abertura dos mercados de Taiwan e República Dominicana, além da habilitação de novas plantas para o embarcar carne de frango do Brasil para a China.   No radar do setor, também estarão a Austrália, Nova Zelândia, Camboja e o acompanhamento do painel contra a Indonésia”, ressalta o vice-presidente de aves, Ricardo Santin.
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Ronivaldo Lemos

Médico todo dia

Muito cedo eu tomei a decisão de ser médico. Estudei muito para entrar na Universidade Federal de Mato Grosso e me esforcei igualmente para me formar. Ali, nos corredores do Hospital Universitário, eu reafirmava todos os dias a...

 
 
 
 
Sitevip Internet