Notícias / Nacional

09/10/20 às 10:32 / Atualizada: 09/10/20 às 10:43

Esquadrilha da Fumaça realiza treinamentos no Nordeste e no Centro-Oeste do Brasil

O treinamento foi realizado entre os dias 24 de setembro e 9 de outubro, nas cidades de Natal (RN) e Anápolis (GO)

EDA, por Tenente Lemos

AguaBoaNews

Imprimir Enviar para um amigo
Esquadrilha da Fumaça realiza treinamentos no Nordeste e no Centro-Oeste do Brasil

Foto: Tenente Lemos/EDA

Entre os dias 24 de setembro e 9 de outubro, o Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA) da Força Aérea Brasileira (FAB), a Esquadrilha da Fumaça, realizou um circuito de treinamento operacional nas cidades de Natal (RN) e Anápolis (GO), visando a manutenção da operacionalidade dos pilotos, mecânicos e equipe de apoio do EDA.

Ver a Esquadrilha da Fumaça sobrevoando uma cidade é uma cena comum aos finais de semana em todas as regiões do Brasil. É sinal de que em breve haverá uma demonstração para um grande público. Contudo, com as orientações sanitárias e de distanciamento social decorrentes da pandemia do novo Coronavírus, essa cena teve uma pausa com a suspensão temporária da agenda de demonstrações da Fumaça.


Foto: Tenente Lemos/EDA
 
Todavia, a rotina de treinamentos do Esquadrão não sofreu alterações. Como parte desses treinamentos, tanto dos pilotos, quanto da manutenção e equipe administrativa, a Esquadrilha da Fumaça decolou no dia 24 de setembro para um circuito de treinamento operacional. O primeiro destino foi a cidade de Natal, onde está localizada a Ala 10, com escala na Base Aérea de Salvador (BASV); e, no dia 4 de outubro, partiu com destino à Anápolis (GO), Ala 2, para uma série de procedimentos fora de sede.

“Além dos voos e manutenção, que são corriqueiros para o efetivo do Esquadrão, é imprescindível manter a equipe operacional com os procedimentos que, em tempos normais, são parte da rotina para todos. Isso inclui desde todos os processos logísticos e interações com equipe de apoio, a demonstração em diferentes condições climáticas e geográficas, assim como lidar com manutenções necessárias fora de sede”, explica o Comandante do EDA, Tenente-Coronel Aviador Marcelo Franklin. “A experiência operacional é fundamental para que o desempenho das demonstrações permaneça com o elevado índice de segurança apresentado ao longo dos anos”, completa o Comandante.


Foto: Tenente Lemos/EDA
 
Durante o período, não há demonstração prevista para o público, sendo os treinamentos realizados em áreas isoladas e distantes de áreas habitadas. Além da operacionalidade da equipe, o circuito de treinamento prevê, dentre outras, uma série de atividades para o Esquadrão, tais como treinar o perfil de demonstração ao nível do mar e também em grande altitude, que afetam o desempenho da aeronave; permitir ao piloto o treinamento de voo por instrumentos (IFR, do inglês Instrument Flight Rules), incluindo descidas IFR em outras localidades; e também realizar treinamentos previstos no Programa de Instrução e Manutenção Operacional nos simuladores de voo do Segundo Esquadrão do Quinto Grupo de Aviação (2°/5° GAV) - Esquadrão Joker, que também opera o A-29 Super Tucano e que oferece apoio logístico ao efetivo do EDA no local.


Foto: Tenente Lemos/EDA
 
A agenda de demonstrações da Esquadrilha da Fumaça continua suspensa, sem previsão de retorno, em decorrência da pandemia provocada pela COVID-19.


Foto: Tenente Lemos/EDA


Foto: Tenente Lemos/EDA


Foto: Tenente Lemos/EDA


Foto: Tenente Lemos/EDA


Foto: Tenente Lemos/EDA
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 

veja maisArtigos

Ronivaldo Lemos

Médico todo dia

Muito cedo eu tomei a decisão de ser médico. Estudei muito para entrar na Universidade Federal de Mato Grosso e me esforcei igualmente para me formar. Ali, nos corredores do Hospital Universitário, eu reafirmava todos os dias a...

 
 
 
 
Sitevip Internet