Notícias / Nacional

05/10/20 às 12:39

Nova economia vai exigir habilidades para monetizar negócios criativos e empreender em meio à crise

Com 13,1 milhões de desempregados no Brasil, Pixel Show buscará formas de reinventar sucesso profissional e ganhos financeiros em evento online

Julia Lopes

AguaBoaNews / São Paulo

Imprimir Enviar para um amigo
Nova economia vai exigir habilidades para monetizar negócios criativos e empreender em meio à crise

Foto: Divulgação

A quarentena, isolamento social e a crise causada pela pandemia do coronavírus foram os responsáveis pela maior taxa de desemprego no Brasil desde 2012, de acordo com o IBGE. A pesquisa mais recente mostra 13% da população desempregada, o equivalente a mais de 13 milhões de pessoas. Esses mesmos agentes também são os responsáveis pelo congelamento de parte das atividades da chamada economia criativa, que chega a movimentar no Brasil mais de 2,64% do PIB.
 
Mas como o próprio nome sugere, a economia criativa busca formas de se reinventar e enfrentar os novos desafios. Na 16ª edição do Pixel Show, o maior Festival Internacional de Criatividade da América Latina, que também se adaptou aos novos tempos e será realizado pela primeira vez de forma online, uma série de especialistas se reúnem para ajudar a encontrar caminhos em meio às pedras.
 
O setor criativo está entre os 10 maiores do Brasil, superando indústrias como têxtil e de eletrônicos. Diante da aceleração digital e do aumento de consumo por propósito, onde a população busca produtos de pequenos negócios e comércios locais para estimular sua existência, é uma das áreas econômicas que guardam potencial de crescimento num longo prazo, após a crise.
 
Logo na abertura do evento, dia 12 de outubro, Martha Gabriel é a keynote speaker que deverá inspirar todos os demais debates do evento. Autora do bestseller “Marketing na Era Digital: Conceitos, Plataformas e Estratégias”, mestre e PhD em artes pela ECA/USP e especialista em negócios digitais, Martha irá abordar a inteligência artificial e os negócios digitais, tema que deve figurar em muitos debates econômicos daqui por diante.
 
Para Martha, o desafio nos negócios é sair da programação normal de nosso cérebro para encontrar o outro lado da moeda, onde estão as oportunidades. “Qualquer mudança traz sempre ameaças e oportunidades. Mas as pessoas tendem a prestar mais atenção no lado ruim das crises, pois nosso cérebro foi configurado para isso - para garantir a sobrevivência. Se deixarmos o nosso racional atuar e não nos permitimos ser dominados pelas emoções negativas da crise, conseguiremos encontrar algo bom que nos alavancará pós pandemia”, comenta.
 
Elisangela Baptista, remodeladora de negócios, irá conversar com os participantes que querem viver de arte ou de artesanato – ou de criatividade, em uma forma mais abrangente. “Agora, mais do que nunca, é preciso haver um sentido e um propósito em tudo aquilo que se faz, e não pensar exclusivamente em vender. Há que se ter autoconhecimento e motivação, antes de começar a empreender e a criar, reservando um espaço para precificar, sem que isto seja o objetivo em si”, pondera a consultora estratégica de pequenos e médios negócios.
 
Para a psicóloga Isabela Guerra, que assessora novos empreendimentos, “não é possível separar empresas de pessoas, porque são pessoas que formam uma organização; logo, é preciso entender quais pessoas estão dispostas a mudar e onde elas se encontram: se nas empresas ou entre os grupos que estão efetivamente preocupados em mudar”. Ela vai apresentar suas provocações durante palestra no festival.
 
Para acompanhar a palestra de abertura do Pixel Show com a keynote speaker Martha Gabriel e as apresentações de Elisangela Baptista e Isabela Guerra, é preciso adquirir o ingresso em www.pixelshow.co  
 
Na área gratuita do evento, as sessões de SharpTalk (palestras curtas e abertas a todo o público) trazem ainda Romilson Marco dos Santos, pesquisador e fomentador da indústria criativa, que falará sobre “A obstrução da criatividade”, com o foco de um novo entendimento sobre criatividade a partir das Indústrias Criativas. Haverá também a participação de Alex Lima, estrategista de marcas, e Natália Montibeller, engenheira criativa, ambos da Transformação Criativa, que falarão sobre a essência do empreendedorismo brasileiro.
 
O Pixel Show acontece de 12 a 18 de outubro, totalmente online. As palestras da Conferência estarão disponíveis no site www.pixelshow.co ou pelo aplicativo Pixel Show, disponível para Android ou iPhone. Já as atividades gratuitas serão apresentadas em www.feira.pixelshow.co e toda programação pode ser localizada em www.pixelshow.co/live
 
Imprimir Enviar para um amigo

comentar  Nenhum comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agua Boa News. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agua Boa News poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
 
 
Sitevip Internet